fbpx
Promotor é detido por embriaguez; policiais alegam que ele foi “arrogante”

Um promotor de Justiça lotado no interior do Estado foi detido no último dia 20 no município de Pimenta Bueno acusado de estar conduzindo seu veículo em estado de embriaguez. De acordo com o boletim de ocorrências da Polícia Militar, 632-2016, por volta de 0h20min do dia 20 de fevereiro, os policiais realizavam uma blitz na rua Turíbio Odilon Ribeiro, no bairro Alvorada em Pimenta Bueno, quando o promotor M.P.F. passou pela blitz e foi solicitado que ele parasse. Na mesma hora, segundo os policiais, o promotor se identificou e “de forma irônica e arrogante, dirigindo-se ao SD PM Lisboa, PM que o abordou, disse que não seria abordado e que não faria nenhum tipo de teste de embriaguez, alegando que ninguém iria revista-lo ou submete-lo a qualquer tipo de procedimento pois ele era conhecedor da lei”.

De acordo com o boletim, o promotor de justiça apresentava as seguintes características, “odor de álcool no hálito, arrogância, ironia, dificuldade de equilíbrio, dizendo ainda não lembrar onde estava ou dos atos que havia cometido”.

O delegado Frankie Lopes de Souza, em seu despacho a Procuradoria Geral de Justiça do Ministério Público, afirmou que “foi constatado ao menos uma infração penal (embriaguez). O caso será avaliado pelo Ministério Público do Estado.

Trecho do boletim de ocorrências envolvendo o promotor
Trecho do boletim de ocorrências envolvendo o promotor
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta