fbpx

O blog Antagonista informa que o Protógenes Queiroz, ex-deputado federal é agora também ex-delegado da Polícia Federal. Ele foi demitido por “transgressões disciplinares”. Em 2008 Protógenes foi responsável pela Operação Satiagraha. Ele prendeu duas vezes o banqueiro Daniel Dantas. A investigação foi anulada pelo STF.

Protógenes Queiroz “foi alvo de uma ação criminal na Justiça Federal em São Paulo e acabou condenado a dois anos e seis meses de prisão por quebra de sigilo funcional ao promover o vazamento de dados do inquérito. A Justiça também decretou a demissão de Protógenes. Em setembro, o STF confirmou a sentença”.

É preciso que se diga: Daniel Dantas só está solto porque a Operação Satiagraha foi um dos episódios mais abilolados da história da PF. O banqueiro deve a sua liberdade ao ex-delegado Protógenes Queiroz.

PAINEL POLÍTICO acrescenta que Daniel Dantas teve diversos discos rígidos apreendidos em seu apartamento e a PF alegou ter enviado esse material ao FBI para que pudesse ser quebrada a criptografia. Tempos depois, a PF afirmou que “nem o FBI conseguiu tal feito”. Os HDs foram devolvidos e ninguém conseguiu as provas contra Dantas. Claro que essa hipótese é tão absurda quanto a inocência de Dantas…

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta