Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

PT, PMDB e PP se unem para tentar impedir candidatura de Junior

0

Painel Político\Eleições 2014 – Embora a jurisprudência predominante no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) seja favorável à homologação da candidatura ao Governo de Rondônia de Expedito Junior (PSDB), todas as coligações (PP, PMDB e PT) que requereram seus respectivos registros se uniram na mesma tese jurídica superada e ingressaram junto ao Tribunal Regional Eleitoral para impedir a candidatura do tucano.

Antes das convenções, PT, PMDB, PP e PR chegaram a negociar um frentão com a finalidade de disputar as eleições contra a coligação liderada pelo PSDB, mas os interesses conflitantes impediram um acordo para que a eventual união espúria obtivesse sucesso.

No período pré-eleitoral os petistas acusaram o candidato à reeleição pelo PMDB de manobrar nos bastidores para forçar a coligação na marra, com intervenção da direção nacional do PT. Padre Ton, por exemplo, antecipou-se à manobra e comunicou que preferia voltar a celebrar missa a apoiar a permanência de Confúcio Moura no governo por mais quatro anos. Nos périplos que fazem em campanha os petistas acusam a administração do peemedebista de incompetente, entre outros adjetivos.

O PP e o PR, partidos sob a dominação direta da família Cassol, anunciaram no início de junho um suposto acordo com o PT. Foram várias reuniões com declarações públicas e trocas de amabilidades entre padre Ton e Ivo Cassol. No mesmo dia das convenções em que os partidos apresentaram candidaturas próprias, PT, PP e PR voltaram à mesa das negociações visando à formação de uma eclética frente. Não prosperou porque nem os petistas nem a família Cassol abriram mão da indicação da candidatura ao Governo.

No momento em que o Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia começa a analisar os pedidos dos registros das candidaturas, estes partidos voltam a se unir numa tentativa desesperada de impedir a candidatura tucana de Expedito Junior. A nova união indica que as conversas entabuladas pelos dirigentes desses partidos não ficaram circunscritas apenas às coligações.

As ações ajuizadas na justiça eleitoral por estes partidos revelam, segundo o PSDB, que as conversas incluíram um desejo comum de evitar que o tucano leve a cabo a proposta: Muda Rondônia.

Comentários
Carregando