A que ponto chega o circo em torno do BBB

A que ponto chega o circo em torno do BBB

Choro e gritos insólitos no depoimento do cirurgião plástico que está sob suspeita de lesão corporal contra Emily Araújo, sua namorada no reality show.

Investigado por suposta lesão corporal contra a estudante Emily Araújo, e expulso por isso do Big Brother Brasil 2017, o cirurgião plástico Marcos Härther foi recebido por um grupo de cerca de quinze mulheres ao chegar esta tarde para depor na Delegacia de Atendimento à Mulher, na Zona Oeste do Rio. Elas não estavam lá para condenar sua conduta. Eram fãs empenhadas em apoiá-lo. Algumas choravam. Até um insólito “Me bate, Marcos” foi ouvido.

Depois de três horas e meia de depoimento, Härther deixou o local sob gritos de admiração. Sem olhar para os lados e sem falar com ninguém, de óculos escuros, ele passou pelo grupo rapidamente, cercado de três seguranças. A delegada Viviane Costa apareceu em seguida para falar sobre o caso. Uma das mulheres se afastou. “Não quero ouvir. Isso tudo é só porque ele ia ganhar”, revoltou-se.

Viviane não deu detalhes da investigação e não revelou o conteúdo do depoimento do ex-BBB. “Depois de analisar brevemente alguns momentos do reality show, concluímos que havia indícios, sim, de crime de lesão corporal e decidimos instaurar inquérito”, explicou. Emily foi intimada também, mas não é obrigada a ir à delegacia. A investigação terá prosseguimento mesmo que ela não formalize queixa.

Fonte: veja.com

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Anterior «
Próximo »

Deixe uma resposta

Direto de Brasília