Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Quem batizou o parque ecológico com o nome de Olavo Pires?

0

Criado pelo Decreto Municipal n° 3816 de 27/12/1989, o Parque Ecológico Municipal de Porto Velho está situado em área que pertencia ao projeto Fundiário Alto Madeira da Gleba Belmont transformou-se em uma unidade de conservação, com uma área de 390,82 hectares, localizado a 7 km ao norte do perímetro urbano de Porto Velho, somando-se sua área e a sua zona de amortecimento constituem uma área verde de mais de hectares, tendo como seu principal afluente o Igarapé Belmont.

A área pertencia a Raimundo Paraguassu de Oliveira, que doou ao município, na época administrado pelo então Prefeito Chiquilito Erse. Mas, até então, o único nome do parque era “Parque Ecológico Municipal de Porto Velho”.

Eis que na semana passada, em matéria publicada no G1/RO, o parque aparece sendo reinaugurado com o nome “Parque Natural Municipal Olavo Pires”, sem que nenhum decreto fosse encontrado até o momento mostrando quem teve a idéia de batizar o parque em homenagem ao senador assassinado em Porto Velho, em 1990, Olavo Pires, um crime até hoje não desvendado.

A divulgação do nome rapidamente foi alvo de questionamento pela jornalista Mara Paraguassu, filha de Raimundo que, em postagem no Facebook se declarou, “muito surpresa e indignada com o nome dado” (postagem completa abaixo).

E Mara não está sozinha em sua indignação com o nome dado ao parque. Jornalistas e amigos da família se solidarizaram e estão surpresos com a nomenclatura do local, até porque em momento algum a mudança de nome foi apresentada à população.

Porto Velho tem dois parques grandes, um é o Parque Ecológico (nome conhecido por toda a população) e o outro é o antigo Parque Circuito, atualmente chamado de Parque Doutor José Adelino, médico pioneiro, falecido em 1992.

Amigos da jornalista (e ela própria) querem que a Câmara de Vereadores mude o nome do parque. Uma sugestão, seria o nome do próprio Raimundo Paraguassu, arquiteto autodidata e ambientalista nato. Ele evitou desmatamentos, e com sacrifício pessoal e familiar combateu a grilagem na área, conforme informa a própria Mara.

Seria interessante também alguém conseguir descobrir quem foi o vereador que resolveu homenagear Olavo Pires, e que a Câmara, ao propor “homenagens”, consultasse a população antes, para evitar injustiças.

Da esquerda – Raimundo Paraguassu de Oliveira, o então Prefeito Chiquilito Erse e o arquiteto Luiz Leite de Oliveira
Comentários
Carregando