Quem esperar para sacar PIS em agosto receberá até 10% mais, diz ministro

Na quarta-feira (13), o governo liberou o saque do fundo para cotistas de todas as idades que trabalharam entre 1971 e 1988

O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, recomendou, nesta quinta-feira (14), que cotistas com saldo no fundo PIS/Pasep deixem para sacar o dinheiro a partir de agosto para ganhar até 10% mais.

Na quarta-feira (13), o governo liberou o saque do fundo para cotistas de todas as idades que trabalharam entre 1971 e 1988. Com a medida, espera pagar R$ 34,3 bilhões a 25 milhões de pessoas, uma média de R$ 1.370 para cada uma.

O saque começa na próxima segunda-feira (18), mas, de acordo com o ministro, é vantagem esperar até agosto para receber também a correção anual dos valores depositados.

“No ano passado, essa correção ficou em torno de 8,9%. Imaginamos que algo próximo, entre 8% e 10%, vai ocorrer neste ano”, afirmou Colnago à rádio CBN. “Um saldo de R$ 1.000, por exemplo, vai passar para R$ 1.080 ou R$ 1.090, o que não é um valor desprezível”.

Os pagamentos dos rendimentos do fundo PIS/Pasep são feitos uma única vez ao ano, sempre ao final de junho. A partir de 8 de agosto, todos recebem o pagamento com o rendimento anual. Quem sacar antes disso, portanto, não recebe o rendimento.

O saque do PIS/Pasep para todas as idades vai até 28 de setembro. Depois dessa data, só poderá sacar quem tiver 60 anos ou mais.

Veja abaixo o calendário:

  • 18 de junho: pode sacar quem tem 57 anos ou mais (não recebem rendimento anual)
  • 30 de junho a 7 de agosto: saque interrompido para cálculo dos rendimentos anuais das cotas
  • 8 de agosto: liberação de saque para cotistas de todas as idades que possuem contas na Caixa (PIS) e no Banco do Brasil (Pasep). Cotistas a partir de 57 anos continuam podendo sacar, agora com o rendimento anual.
  • 14 de agosto: saque liberado para cotistas de qualquer idade que tenham conta em outros bancos
  • 29 de setembro: pagamento volta a ser feito apenas aos cotistas que atendem aos critérios habituais de saque (leia mais abaixo)

Como consultar o valor

Para o PIS (trabalhadores de empresas privadas)

O fundo dos trabalhadores do setor privado fica depositado na Caixa Econômica Federal.

O banco criou uma página no seu site para fornecer informações sobre o saque, como valores a receber, datas e canais disponíveis para realização do pagamento.

Nela, é possível consultar o saldo usando o seu número de CPF e sua data de nascimento. Você também pode utilizar o número NIS (Número de Identificação do Trabalhador) e a data de nascimento.

Outros canais disponibilizados para a consulta são o telefone 0800-726-0207, o aplicativo Caixa Trabalhador e caixas eletrônicos, por meio do Cartão do Cidadão. Correntistas da Caixa também podem fazer a consulta pelo serviço de internet banking, na opção “Serviços ao Cidadão”.

Para o Pasep (servidores públicos)

O fundo dos trabalhadores do setor público fica depositado no Banco do Brasil.

É possível fazer a consulta pelo site do Banco do Brasil, informando o número de inscrição do Pasep (disponível na carteira de trabalho) ou o CPF e a data de nascimento.

Outra opção são os caixas eletrônicos, informando o CPF ou o número do Pasep, além da data de nascimento.

Fonte: uol

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário