Radialista de Porto Velho perde 100kg sem fazer bariátrica

Quando o ponteiro da balança já passava os 175 kg, Ivani Cantanhede resolveu mudar de vida. Após quase 20 anos de má alimentação e sedentarismo, a saúde e disposição da radialista de Porto Velho pareciam não voltar mais. No entanto, ao ver os sonhos se distanciando por causa do peso, se agarrou na determinação e mudou a rotina. Nos últimos 30 meses, deixou 100 kg para trás com auxílio apenas de dieta e musculação. Agora, Ivani quer mudar de nome e acrescentar na identidade o “Guerreira” para deixar a mudança de vida marcada na sua história.

Ivani conta que começou a engordar após um tratamento para engravidar. A alta quantidade de hormônios e a ansiedade saciada com a má alimentação ajudaram a chegar aos 175 kg, ainda na juventude.

– Depois que casei tive dificuldade para engravidar. Procurei médicos e o remédio que tomava era muito forte por causa dos hormônios e com isso eu me alimentava muito mal. Tudo contribuiu para ganhar peso muito rápido. Mas para falar a verdade, era gorda porque comia muito – explica.

[su_frame align=”right”] [/su_frame]Além das dores que o peso proporcionava enfrentou problemas como preconceito em lojas de roupa e até não conseguir dirigir, pois não cabia no banco do motorista.

– Passar nas lojas para comprar roupa era um problema, pra mim, meu filho ou marido, e era mal atendida por não existir roupa para o meu tamanho. Era horrível. Nunca consegui tirar minha carteira de habilitação porque não cabia no banco do motorista, o volante ficava apertado – declara.

Para emagrecer, a radialista procurou ajuda médica e no início o remédio prescrito até funcionou, mas causava mal estar, segundo explica Ivani. Correndo risco de sofrer com problemas mais graves de saúde dado o excesso de peso, Cantanhede foi encaminhada para a cirurgia bariátrica nove vezes. Foi então que decidiu emagrecer de maneira natural.

– Os remédios que tomava deu resultado com três meses, porém ficava dopada. Se a bariátrica ajuda a pessoa a parar de comer, pensei em me reeducar e conseguir fazer a dieta para não precisar da cirurgia. Pensei comigo, vou ser magra, eu sou capaz e vou conseguir, então eu dormi gorda e acordei determinada a emagrecer. Busquei ajuda de nutricionista, especialista, dicas e informações pela internet. Academia de musculação ajuda, mas a dieta é o principal para eliminar peso. Passei a praticar musculação e fazer a dieta. Continuo comendo de tudo, porém muito menos. Se antes comia cinco pedaços de pizza, agora como só a metade de um – explica.

Ivani fala com orgulho da vez em que um médico não acreditou que pudesse ter perdido os 100 kg sem cirurgia e conta sorridente que pretende engordar 5 kg para ficar no peso ideal.

– Depois que eu consegui emagrecer, um dos médicos que me acompanhava não acreditou que eu tinha perdido 100 kg sem cirurgia e pediu para examinar meu corpo para ver se encontrava a cicatriz de algum procedimento cirúrgico – conta Ivani empolgada.

Ivani Guerreira emgreceu 100 quilos sem precisar de cirurgia batriátrica
Ivani Guerreira emgreceu 100 quilos sem precisar de cirurgia batriátrica

Casada e mãe de um menino de 13 anos, Cantanhede tem um programa noturno em uma rádio local há nove anos onde busca espalhar alegria. Com a mudança de vida, voltou a correr atrás dos sonhos. Realizou o curso de vigilante, já está se habilitando para poder dirigir e voltou a cursar o ensino médio, sonhando em fazer uma faculdade e se profissionalizar.

– Me identifico com vários cursos e amo todos. Enfermagem, comunicação, assistência social e sonho em poder concluir uma faculdade. Vou morrer em cima de livros – finaliza Ivani.

MUDANÇA DE NOME

Ivani se denomina uma guerreira por ter conseguido eliminar os incríveis 100 kg. Trocou o nome em uma rede social e já pensa em mudar o nome da identidade. Passaria a se chamar Ivani Guerreira Fonseca Cantanhede, uma lembrança para guardar para sempre da determinação que teve e da mudança de vida.

– Já conversei com meu marido e descobri que posso mudar meu sobrenome então quero passar a me chamar Ivani Guerreira. Graças a Deus hoje sou inspiração para outras pessoas, amigos e famílias e pessoas que não conheço, com ajuda da internet – comenta.

Para a mudança Ivani ainda terá que conversar com o um advogado e dar entrada no processo, mas acredita que mesmo com as dificuldades que possam surgir, a determinação vai prevalecer novamente.

Reportagem de Matheus Henrique para o Globo Esporte

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta