fbpx
Raquel Dodge pede suspensão de seu auxílio-moradia e causa rebuliço na PGR

A jornalista Juliana Braga, informa na coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, que Raquel Dodge enviou um ofício a Rodrigo Janot pedindo a suspensão imediata do pagamento de seu auxílio-moradia até que fosse analisada a LDO de 2017.

Em um dos trechos, o texto afirma ser vedado o pagamento do benefício a integrantes do Ministério Público Federal que não atenderem a critérios tais como ter sido transferido de cidade ou não possuir imóvel funcional disponível para atender o servidor.

O assunto vazou e gerou alvoroço em grupos de mensagens de procuradores, receosos de perderem o benefício.

Avaliaram que se a futura PGR abrisse mão do auxílio-moradia, a atitude poderia abrir caminho para a exclusão do pagamento não só dos procuradores federais, como também de outras carreiras do Judiciário.

Chegou a circular trecho da sua plataforma de campanha, na qual Dodge se comprometia a manter o pagamento do auxílio-moradia como é feito hoje.

Mas os procuradores podem ficar tranquilos. Janot encaminhou o assunto à Consultoria Jurídica da PGR, que respondeu não haver justificativa para a suspensão do pagamento.

Segundo o parecer, a LDO de 2017 não difere em nada das LDO’s de anos anteriores, e faz restrições apenas pontuais.

Dodge não respondeu ainda se, sendo assim, quer manter suspenso o pagamento do seu ou não.

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta