Recém-inaugurado, onde foram gastos mais de R$ 7 milhões, Cláudio Coutinho está cheio de goteiras

Ginásio de esportes em Porto Velho foi reaberto no final de junho deste ano

Tal qual o Teatro Estadual e o Centro Político Administrativo do Estado, todos feitos “de qualquer jeito”,  o recém-inaugurado ginásio de Esportes Cláudio Coutinho em Porto Velho apresenta sérios problemas para atletas e público em geral.

Um vídeo mostra a equipe secando a quadra após uma chuva que molhou todo o ginásio, onde foram gastos, segundo o governo, “aproximadamente” R$ 7,2  milhões em uma reforma que levou pouco mais de 3 anos, feitas com recursos do Programa Integrado de Desenvolvimento e Inclusão Socioeconômica (Pidise), sob a coordenação da Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog).

O PIDISE é um empréstimo que o Estado fez junto ao BNDES e o recurso deveria ser aplicado em obras estruturais e não em reformas. Veja as imagens:


Ginásio cheio de goteiras por painelpolitico

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário