Recém-nascida é abandonada na chuva em matagal

Uma criança recém-nascida foi abandonada em um matagal no Gama (DF) embaixo da chuva. Ela foi encontrada por um casal de irmãos nesta quinta-feira (10) e apresentava sinais de hipotermia.

A criança ainda estava presa ao cordão umbilical quando foi vista durante a madrugada entre a vegetação de mato alto na quadra 21 do setor leste. As mãos e os pés da menina estavam roxos.

Após ouvirem um choro, os irmãos Everton e Arlete Santos decidiram sair de casa para ver se encontravam alguma coisa. Eles caminharam por toda a quadra, mas não viram e nem ouviram barulho algum. Decidiram então voltar, no caminho escutaram um gemido baixo vindo do mato.

Quando pegaram a criança, os irmãos decidiram então procurar a delegacia para registrar ocorrência. Já na delegacia, eles procuraram orientação para adotar a criança.

Depois de saírem da delegacia, Everton e Arlete levaram a criança direto para o Hospital Regional do Gama. Segundo a médica que atendeu a criança, ela passa bem e está em situação estável. Mas se tivessem demorado mais alguns minutos, a criança poderia ter morrido.

Agora, Everton e Arlete estão preocupados com o destino da criança. O rapaz começou uma campanha na internet pedindo ajuda dos amigos para conquistar o direito de ter a guarda da menina. Na Vara da Infância e Juventude do DF, Everton foi informado de que não tem a menor chance de conseguir a guarda da criança por causa da legislação.

— Em toda lei sempre há uma brecha, uma lacuna ou uma vírgula. Por isso eu vou até onde eu conseguir para conseguir a guarda da criança.

Por meio de nota, a Secretaria de Saúde do DF informou que o bebê está na unidade de cuidados intermediários do Hospital Regional do Gama e encontra-se em estado estável.

 

Fonte: R7

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Por favor, dê um like em nossa página no Facebook
Placeholder
Anterior «
Próximo »

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

  • twitter
  • googleplus

Deixe uma resposta

Direto de Brasília

Associado da Liga de Defesa da Internet