fbpx
Reforma política permite um candidato disputar duas vagas ao mesmo tempo

Relator da Emenda Lula, o deputado Vicente Cândido (PT-SP) criou também a possibilidade de candidaturas simultâneas em cargos majoritários a partir de 2018. Assim, uma mesma pessoa pode se candidatar ao mesmo tempo para presidente, governador e deputado. Perdendo em um, poderia ser eleger no outro.

A proposta já foi aprovada pela Comissão da reforma política da Câmara.

“O candidato ao governo pode figurar na lista federal ou estadual. O candidato ao Senado, se perder lá, pode encabeçar a lista e virar deputado”, explicou Cândido.

Com o texto, por exemplo, o ex-presidente Lula pode disputar os cargos de presidente e deputado ao mesmo tempo.

Vicente Cândido se mostrou confiante de que a proposta não será barrada no plenário da Câmara. “Vai passar, não teve questionamento na comissão”.

A proposta de candidatura simultânea atende a pedido de senadores que pretendem concorrer ao Senado e a Câmara ao mesmo tempo. Interessa, sobretudo, aos alvos da Lava Jato, que temem não se reeleger para o Senado, uma disputa mais difícil do que para deputado.

O parecer de Cândido diz que “os candidatos nos distritos eleitorais ou a outros cargos majoritários poderão figurar simultaneamente nas listas partidárias preordenadas”.

As informações são da Coluna do Estadão.

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta