Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Remédio para impotência: descubra a opção mais adequada ao seu problema

0

Se você sofre com disfunção erétil, popularmente conhecido como impotência, saiba que a indústria farmacêutica já conta com mais de uma opção de remédio para esse problema. Conheça as três principais opções e converse com o seu médico sobre o mais indicado

Remédio para impotência surgiu com o Viagra

O remédio para impotência mais conhecido é o sildenafil, com o nome comercial de Viagra. A sua ação inicia-se com 30 minutos e dura por até 6 horas, mas isso não significa que o paciente apresentará ereção durante todo esse tempo.

O sildenafil é apenas um facilitador da ereção, pois ele aumenta o tempo de existência do óxido nítrico já produzido, não influenciando diretamente na sua produção. Se não houver estímulo sexual, não haverá ereção, exatamente como ocorre normalmente com todas as pessoas.

Ainda que considerada uma droga bastante segura, como qualquer medicamento existem contraindicações e efeitos colaterais no uso do sildenafil. A contraindicação mais conhecida é em pacientes com doenças cardíacas que usam remédios à base de nitratos.

Medicamentos usados para a hipertrofia da próstata, como doxazosin e terazosin, também têm efeitos vasodilatadores potencializados pelo Viagra e podem causar hipotensão. Desta classe, a tansulosina parece ser a droga mais segura para ser tomada junto com o sildenafil.

Além disso, algumas drogas alteram o efeito do Viagra e a sua associação também deve ser evitada – entre elas a eritromicina, cetoconazol, cimetidina, itraconazol, rifampicina, fenitoína, indinavir e ritonavir.

O efeito colateral mais comum do sildenafil são a dor de cabeça e tonturas, causados pelos efeitos sistêmicos da vasodilatação. Azia também é um sintoma comum.

Outros efeitos mais raros incluem alterações visuais como visão azulada, borrada ou aumento de sensibilidade à luz. Alterações auditivas como perda da audição (em alguns casos definitiva) também podem ocorrem.

Uma ereção prolongada e dolorosa é um evento muito raro, mas que pode ocorrer após o uso desse medicamento. Todo paciente com ereção contínua por mais de 4 horas deve procurar a emergência, pois há risco de isquemia e trombose do pênis.

Outros tipos de remédio para impotência

Além do sildenafil, outro remédio para impotência é o Levitra, lançado em 2003 e comercializado em comprimidos de 2,5mg, 5mg, 10mg e 20mg. Assim como o Viagra, deve sertomado 1 hora antes da relação sexual.

A ação também dura aproximadamente 4 horas. Os efeitos colaterais e contraindicações são muito similares aos já referidos sobre o sildenafil.

O último medicamento da classe de remédio para impotência encontrado no mercado é o Cialis. Aparentemente, são poucas as diferenças entre a eficácia do Cialis, do Levitra e do Viagra – porém o primeiro apresenta algumas particularidades.

O Cialis tem efeito mais prolongado, que dura por até 36 horas, não parece causar as raras alterações visuais do Viagra e do Levitra. Fora essas pequenas diferenças, os 3 medicamentos são muito parecidos. No entanto, apenas um urologista poderá indicar qual o remédio para impotência mais adequado para cada caso.

 

FONTE: ebc

Comentários
Carregando