Renan coloca ‘panos quentes’ na divisão do PMDB no Senado

“Não há divergência, só convergência”, disse o senador.

O presidente do Senado, Renan Calheiros, colocou “panos quentes” na divisão do PMDB na disputa à sucessão da presidência do Senado. “Não há divergência, só convergência”, disse.

A posição é a mesma do senador Eunício Oliveira (PMDB), favorito para assumir o comando da Casa, que considerou tudo como “especulação”.

“O PMDB está pacificado, e o cenário que temos no Senado também é de pacificação”, afirmou Oliveira.

De acordo com informações do jornal O Povo, Renan teria tentado convencer o líder do PMDB no Congresso, Romero Jucá (RR), a colocar seu nome para a disputa em vez de Eunício. Em troca, Jucá apoiaria Calheiros para comandar nacionalmente a sigla no seu lugar.

Jucá, por sua vez, também negou que haja qualquer tipo de “disputa ou animosidade na bancada”. “O PMDB está unido e consciente da sua responsabilidade”, disse.

Deixe uma resposta