Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Resenha – Ladrões tentam invadir casa do secretário de Defesa

0

Violência

Mesmo com as declarações dadas pelo Secretário de Segurança Pública, Marcelo Bessa, sobre uma eventual reação a um assalto ou atentado, marginais não se intimidaram e tentaram furtar a residência do secretário no último domingo. Onde mora Bessa (um condomínio que fica por traz do Hospital João Paulo), a polícia cercou a casa, mas não conseguiu capturar ninguém. O secretário e a família não estavam em casa na hora do arrombamento. Também não consta que algum larápio tenha sido preso.

Escândalo

O Bom Dia Brasil, da Rede Globo de Televisão, denunciou hoje uma suposta venda de vagas nos cursos de medicina em Rondônia pela bagatela de 90 mil reais. Das três universidades rondonienses que possuem o curso, apenas a Unir respondeu a reportagem. Ainda assim de forma evasiva. As duas outras, FIMCA e São Lucas, optaram por silenciar sobre o escândalo.

Boatos

Já existiam boatos sobre uma suposta manipulação nas seleções para os cursos de medicina em Rondônia. Entretanto, ninguém havia comprovado tais suspeições. Entre muros das universidades é comum se ouvir falar em alunos totalmente despreparados, inclusive com um vernáculo sofrível, serem aprovados no curso e despertarem a atenção de professores e colegas devido à clara limitação em noções elementares de matérias inerentes à formação básica. O candidato à medicina é sabidamente o aluno mais exigido na preparação para conseguir uma aprovação no vestibular. Do contrário, a dedução é óbvia: os boatos passam a tomar forma de verdade.

Histórico

É possível averiguar os suspeitos de participarem em eventuais manipulações para o ingresso ao curso de medicina, bastando apenas uma análise criteriosa no histórico escolar do aprovado para verificar como foi o desempenho na formação básica. Contendo notas consideradas insuficientes para que possa fazer uma prova excepcional no vestibular restará comprovado que houve fraude. Ou mesmo passar um velho ditado para verificar a capacidade com que desenvolve um raciocínio lógico. Pode não servir para criminalizar o fraudador, mas servirá para desmascarar o farsante.Um bom começo já que ficará marcado como uma fraude antes de exercer a profissão e começar a matar as pessoas.

Reprovadas

A FARO, FIMCA e UNIR tiveram cursos reprovados pelo Ministério da Educação e vão ficar impedidas de realizar vestibulares para os cursos considerados ruins. Direito, Administração, Turismo e Ciências Econômicas são os cursos suspensos, respectivamente. O curso de Direito da FARO, por exemplo, já foi uma referência (inclusive aprovando alunos egressos nos concursos do MP e TJ), mas com a suspensão revela a atual crise na formação. Há curso na Unir que sequer preenche as vagas oferecidas, revelando um desperdício.

Anéis

Cada dia fica mais insustentável a permanência da deputada estadual Ana da 8 na Assembleia Legislativa de Rondônia. Desde que assumiu ao cargo a parlamentar vem se enrolando em denúncias. Entre os pares começa a firmar convicção de que é preciso perder os anéis para se preservar os dedos. É possível que Ana tenha seu mandato passado a lâmina. Cedo ou tarde vai acontecer.

Cenário

Quem analisa pesquisa e tem alguma experiência com as lides sabe que o cenário futuro de alguns dos membros do Legislativo estadual não é promissor. Das duas uma: ou vai ser cassado pelo eleitor, ou por severas condenações judiciais. Quem viver verá!

Revelação

Durante uma entrevista concedida ontem ao radialista Arimar de Sá (Rádio Cultura FM) o deputado estadual Ribamar Araújo não poupou críticas a nenhum colega parlamentar envolvido nos malfeitos recentes. Na entrevista Araújo revelou a forma desidiosa que utilizam para vencer as eleições demonstrando total desprezo com o eleitor e o cargo exercido. Pode parecer um discurso oportunista e demagógico próximo de um novo pleito eleitoral, mas Ribamar Araújo nunca teve o nome envolvido em malfeitos e tem sido duro com companheiros de partido que tiveram os nomes relacionados em encrencas policiais. Também não economizou nas críticas ao chamar o prefeito da capital de preguiçoso e incompetente.

Empulhação

Os sindicalistas sabem, os parlamentares também sabem, o governo e assessores sabem e até o bagres do Madeira também sabem (como dizia o saudoso amigo Paulo Queiroz) que o processo para a conclusão da transposição emperrou porque a Procuradoria Geral do Estado, subordinada ao senhor governador, firmou posição jurídica de que os servidores demitidos na gestão de José Bianco perderam o direito de serem transpostos porque tiveram seus contratos de trabalho quebrados. Como exigir uma posição diversa dos burocratas da AGU se os nossos da PGE firmaram esta convicção insana? É um óbice político criado em Rondônia ganha eco em Brasília. E todos sabem disso. O resto é empulhação de aproveitadores de olhos nas eleições vindoura!

Transparência

Embora haja quem pense de forma diversa ou com interesses inconfessáveis, o instituto denominado de Quinto Constitucional – vaga legalmente destinada à OAB e MP para composição dos tribunais – tem sido exercido de forma transparente e republicana. Prova é a última lista eleita pela Seccional local composta por advogados militantes e com um vasto trabalho dedicado à OAB, inclusive de grupos políticos adversários.

Coincidência

A forma como o atual presidente da OAB-RO, Andrei Cavalcanti, conduziu o processo de escolha da lista demonstra toda isenção no exercício do cargo já que não houve manipulação, interferência ou conluio para sua formação. Na sexta-feira passada, assumiu a direção do Poder Judiciário o desembargador Rowilson Teixeira, oriundo do Quinto Constitucional, com os requisitos para prestar um relevante serviço ao estado e a prestação jurisdicional. Empossará como presidente um colega indicado pelo quinto.

Confraternização

Será nesta quinta-feira, às 20 horas, no Hotel Aquarius, em Porto Velho, o jantar natalino tradicionalmente oferecido há quinze anos pelo senador Valdir Raupp aos profissionais da imprensa rondoniense.

Comentários
Carregando