Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Resenha Política – Robson Oliveira

0

Dois pesos

Ontem a Procuradoria Federal Eleitoral (PRE) encaminhou ao relator do processo que requer o pedido de registro da candidatura de Expedito Junior (PSDB) ao Governo de Rondônia, parecer com posição contrária ao registro. A posição ministerial já era aguardada pela assessoria jurídica do tucano rondoniense, visto que o entendimento do PRE em Rondônia é realmente contrário ao que vem decidindo o Tribunal Superior Eleitoral em casos da mesma similaridade.

Serenidade

Em contato com a coluna, Expedito Junior explicou que não fará nenhum comentário de ordem política sobre a questão e revelou que não foi surpresa o parecer do PRE rondoniense, mas encara com naturalidade. Adiantou que confia na justiça e aguarda com serenidade a decisão dos juízes do Tribunal Regional Eleitoral. Lembrou que na própria petição do PRE a procuradora ressalta que é uma posição do órgão, embora o TSE venha decidindo favorável a sua pretensão.

Entendimento

A coluna teve acesso ao parecer do PRE e na quarta página a procuradora expressa que o PRE tem uma posição fechada contra o registro das candidaturas com problemas da natureza abordada, apesar de reconhecer que a posição adotada pelo Superior Tribunal Eleitoral é favorável. Em relação ao fato concreto, escreveu: “Embora haja entendimento de que o transcurso do prazo de inelegibilidade antes da realização das eleições constitui alteração fática ou jurídica superveniente, este não é o posicionamento desta Procuradoria Regional Eleitoral”. Faz o destaque em negrito. Trocando em miúdos: mesmo o TSE tendo pacificado a questão ao deferir os registros dos candidatos com óbices similares ao de Expedito Junior, a procuradora mantém-se inexoravelmente contra. Agora é aguardar qual posição os magistrados locais adotarão.

Comemoração

Assim que o parecer do PRE pugnando pelo indeferimento da candidatura tucana ao governo de Rondônia foi conhecido, os internautas contratados por adversários foram às redes sociais para comemorar e atacar ferozmente Jr. Na madrugada desta quinta-feira (10), a sede do PSDB foi misteriosamente arrombada e gavetas remexidas. Isto indica que a campanha eleitoral vai ser violenta. Uma preocupação adicional para os órgãos fiscalizadores, pois há registros de eleições pretéritas onde o candidato foi metralhado em via pública.

Chacota

Um cidadão que se apresenta por aí como jurista e especialista em Direito Tributário foi ao protocolo do Tribunal Regional Eleitoral registrar um pedido de candidatura ao Governo de Rondônia sem observar sequer os critérios mais comezinhos da legislação eleitoral. Após protocolizar o pleito percorreu algumas redações de veículos de comunicação para conceder entrevistas como candidato. Não era para ser levado a sério, mas obteve pequenos espaços para anunciar a aberração. A coluna consultou a OAB-RO e verificou que não há registro do cidadão como inscrito na ordem, em nenhuma seccional. O que ele fez foi chacota com o TRE e com os editores que lhe deram espaço. Vai responder pela presepada.

Antecedentes

A coluna apurou também que a OAB-RO já havia sido notificada de que o cidadão acima se passava por advogado sem inscrição na seccional e curiosamente não se conhece nenhum procedimento para preservar a instituição de um rábula. O PSDB decidiu agir e cobrar uma ação para evitar novas chacotas.

Desprezo

Não é segredo o ódio alimentado pelo senador Ivo K-Sol (PP) contra Expedito Junior (PSDB) desde que o tucano decidiu seguir carreira política longe da influência do senador. O comitê eleitoral tucano já percebeu que a tática engendrada pelos adversários é criar polêmica pública entre os dois ex-correligionários e decidiu que Junior não vai responder aos eventuais ataques de K-Sol. Até porque não se ataca nem se responde a quem está barrado das eleições.

Fanfarrão

O prefeito de Vilhena, José Hover, teria declaro que conseguiria para o candidato Luisinho Goebel 45 mil votos. Uma declaração típica de um fanfarrão que acredita piamente que o eleitor seja um vassalo da sua vontade. Mesmo que Hover seja um administrador bem avaliado e acima da mediocridade que costuma imperar na maioria dos municípios brasileiros, ainda assim, para conseguir o feito, terá que combinar com os “alemães”. Verificando os votos que obteve para prefeito, é melhor Luisinho não levar a sério a fanfarronice de José Hover.

Troca

Ainda é possível que apareça um novo candidato ao Senado após os pedidos dos registros protocolizados junto a Justiça Eleitoral. Há uma expectativa entre os tucanos que o ex-promotor de justiça Hildon Chaves seja convocado pelo partido para assumir a vaga numa eventual vacância na coligação. Uma boa alternativa.

Boga

Depois da perplexidade com a peia dada pelo alemães o que alenta a dor é torcer contra os vizinhos argentinos. Os portenhos não perdem a oportunidade de sacanear os brasileiros e sabem que a maioria dos brasileiros vai torcer pela Alemanha. A notícia de que o zagueiro portenho Masquerano rasgou o boga foi a única informação que minimizou a humilhação que passamos. Embora os alemães tenham dado uma sova com um uniforme igual ao do Flamengo, o Brasil não precisava ter jogado igual ao Vasco.

Comentários
Carregando