ComportamentoDestaque

7 dicas para fazer uma mulher se sentir mais segura durante um encontro

0

Nem todo homem é uma má companhia, mas as estatísticas de violência física e sexual contra mulheres faz com que elas fiquem inseguras antes de encontros – especialmente se for o primeiro com alguém desconhecido

Ainda que as mulheres estejam cada vez mais empenhadas em reivindicar seus direitos e sua liberdade, ainda há muitos obstáculos a serem superados quando o assunto é a segurança delas. De acordo com um levantamento publicado em março deste ano pela Ipsos , o medo da violência sexual e física ainda domina boa parte das brasileiras, e, com dados assim, é de se esperar que ir a um encontro – especialmente se a outra pessoa for desconhecida – pode não ser a coisa mais tranquila do mundo para elas.

De acordo com Narayana Andraus, gerente do instituto responsável pela pesquisa, esse temor é reflexo dos altos números de casos envolvendo estupro e violência contra a mulher tanto no Brasil quanto no mundo, e, para a coach Barbara Hannelore, essa apreensão pode, sim, se manifestar durante um encontro – e de forma mais intensa para mulheres do que para homens.

“Estamos vindo de uma construção histórica de desigualdades entre homens e mulheres, o que ainda acarreta uma desconfiança para elas”, afirma a especialista em desenvolvimento pessoal reforçando que, enquanto homens normalmente temem encontros pelas incertezas que esses momentos trazem, mulheres acabam por automaticamente colocar outros riscos na conta.

“Por mais que tudo pareça seguro, ainda carrega-se inconscientemente o medo de estar se expondo e se colocando em uma situação de fragilidade perante um homem desconhecido”, comenta Barbara e, nesse contexto, é natural que algumas atitudes que são normais aos olhos dos homens sejam interpretadas como algo ameaçador por elas.

Embora não seja possível dizer que todos os homens são perigosos, as estatísticas de violência contra a mulher exigem deles uma postura que expresse respeito e inspire segurança nas mulheres com quem saem. Para Barbara, nessa hora, deixar certas escolhas nas mãos delas e criar ambientes confortáveis é essencial e, com a ajuda da coach, nós listamos sete formas de fazer isso:

1. Inclua outras pessoas no primeiro encontro

Pode parecer estranho e até um pouco apressado, mas a coach garante que a presença de outras pessoas conhecidas – tanto do rapaz como da moça – torna o ambiente mais familiar para a mulher, deixando-a relativamente segura com a situação. Antes de partir para um programa mais intimista, é possível, por exemplo, juntar os grupos de amigos dos dois em uma festa, um bar ou outro ambiente parecido.

Conforme os dois criarem um “vínculo” na presença de pessoas conhecidas, a mulher deve ficar menos insegura com a ideia de estar sozinha com ele, então eles podem marcar um programa em que tenham mais privacidade.

Leia também: Nove regras do sexo casual que todo homem deveria conhecer

2. Opte por lugares públicos

Muitas vezes, tanto homens quanto mulheres usam aplicativos de relacionamento apenas para buscar parceiros de sexo casual, mas, mesmo que esse seja o caso, o mais indicado é marcar de encontrá-la em um local público antes de partir para a ação na casa de alguém ou em um motel, por exemplo. Dessa forma, ela tem a chance de ditar o desenrolar do “date” e sente menos pressão quanto a se envolver com ele.

Mesmo que o objetivo não seja continuar o encontro em outro lugar, a perspectiva de não estar completamente sozinha com uma pessoa relativamente desconhecida e a possibilidade de poder recorrer a alguém caso as coisas não saiam como o planejado devem deixá-la mais confortável.

3. Ou jogue a escolha do local para ela

De acordo com a coach, uma boa forma de mostrar que as opiniões e escolhas da mulher são valorizadas é não apenas deixar que ela diga onde será o encontro, mas incentivar que ela o faça. Para Barbara, como muitas mulheres têm dificuldades em tomar esse tipo de decisão, estimular que ela tenha essa atitude é importante para a autoconfiança delas – especialmente se é a primeira vez que os dois vão se encontrar.

4. Cuidado com os convites

Tanto para homens quanto para mulheres, não há problemas em querer transar logo no primeiro encontro , mas essa decisão é algo que os dois devem tomar, e propor algo assim sem saber se a mulher está confortável pode deixá-la insegura ou fazê-la se sentir pressionada a aceitar. A sugestão de uma carona, por exemplo, é algo que pode implicar em segundas intenções, então é importante não só ficar de olho no comportamento dela mas perguntar se ela está confortável, o que nos leva aos próximos itens da lista:

5. Preste atenção no comportamento dela

Nem todo encontro sai como o planejado e há, sim, chances de que, apesar de as pessoas se mostrarem interessadas antes do “date” acontecer, elas percas a vontade de estar ali conforme ele acontece. De acordo com Barbara, antes de tomar alguma atitude precipitada ou fazer sugestões, é importante ter certeza de que a mulher está confortável na situação, e alguns comportamentos podem ser um indicativo de que ela não está.

“Ela pode ficar aérea, olhando o celular a toda hora, preocupada com o horário ou ficar olhando ao redor impaciente. Nossa expressão corporal fala muito se estamos confortáveis ou não, e é importante entrar em conexão com essa mulher através da escuta ativa sem julgamentos, olhar nos olhos e estar completamente presente no momento”, afirma a coach. É claro que as pessoas nem sempre deixam os ânimos ou as impressões tão à flor da pele e, em casos assim, é importante ter em mente que:

6. Não há problema nenhum em perguntar

De acordo com Barbara, há uma forma positiva de despertar confiança na mulher: seja sincero e pergunte como ela está se sentindo. Se ela demonstrar inquietude ou desconforto, a coach aconselha a questionar isso de maneira delicada. “Se você observar esses sinais, pode perguntar: ‘Estou te sentindo um pouco distante ou é só impressão minha? Será que tem algo que eu possa fazer para te ajudar?’”, explica, reforçando que essa é uma forma de expressar empatia.

O mesmo vale para a hora de, por exemplo, propor uma carona após o encontro. “Ela pode não querer, assim como o homem pode não querer algo além do que foi o encontro. Que tal então perguntar de forma respeitosa, como dizendo: ‘Você se sente à vontade se eu oferecer uma carona até a sua casa?’”, afirma.

7. Esteja pronto para ouvir um “não”

Segundo Barbara, não invadir o espaço da mulher nesse momento é essencial para que ela esteja confortável na companhia do homem, e isso implica respeitar as decisões dela mesmo que elas não sejam o que ele esperava. Sendo assim, se a resposta para a pergunta sobre a carona for “não”, o melhor é não insistir e, caso ela não esteja confortável durante o encontro e quiser embora, deixe-a ir. “Esteja preparado para respeitar o momento dela”, conclui a coach.

Fonte: deles.ig

Painel Político
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Conheça suplementos alimentares para ajudar a turbinar o cérebro

Página anterior

Empresários de moda e confecção recebem apoio do Sebrae-RO

Próximo artigo

Você também vai gostar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *