Blogueira mostra celulite e abre debate nas redes sobre fotos editadas

“Nós pensamos que precisamos parecer como essas modelos. Por favor, lembre-se de que é muito fácil editar uma foto”, escreve Nienke Kampman

Apesar de ser visto como um “problema” na vida das mulheres e algo que deve ser combatido, celulite faz parte, sim, da realidade feminina. É isso que a influenciadora holandesa Nienke Kampman está querendo mostrar para o mundo, além de abrir uma discussão sobre como esses furinhos na coxa e no bumbum geralmente são “mascarados” em fotos no Instagram .

Para isso, Nienke compartilhou uma colagem de fotos. Em uma delas, ela aparece com a pele lisa, sem nenhuma marca. “Como o Instagram quer que eu me pareça”, escreveu embaixo. Na outra imagem, mostra os furinhos no bumbum e nas coxas: “Como eu realmente sou”. ” Celulite , algumas garotas podem ter mais do que outras, mas quase todas têm. Apesar disso, nós acabamos esquecendo que é algo normal”, diz na legenda.

Ela explica que esse “esquecimento” é consequência da quantidade de fotos de corpos magros e sem marcas que são postadas todos os dias, o que faz com que as mulheres sintam mais a pressão estética para se parecer de certa maneira.

“Nós pensamos que precisamos parecer com essas modelos com pele lisa e corpos torneados. Muitas garotas acreditam que elas precisam se parecer assim para serem bonitas, terem valor ou se sentirem aceitas. E sim, eu também acredito que preciso ter uma certa aparência para ‘me encaixar'”, confessa.

A influenciadora também lembra que boa parte das fotos publicadas passam por um processo de edição antes e, por isso, são são “perfeitas”. “Por favor, lembre-se que o Instagram nem sempre é a vida real e é muito fácil editar uma foto. Não seja tão dura consigo mesma. Ter celulite, estrias ou qualquer outra marca não te torna menos atraente. Não tenha medo de mostrá-las”, finaliza. O compartilhamento viralizou nas redes sociais e já tem mais de 15 mil curtidas.

Abrindo o debate sobre celulite

Hello beautiful people💕 Social media and society made it so hard to love yourself with your “flaws”. Especially young girls see so much “perfect” photos on social media and in magazines, that they’re going to believe that you have to look like that to be beautiful 😪 So yes, it also took me quite some years, but I can say that I love my body just the way it is. I struggled so much with my cellulite (lipoedema) over the past years, but that didn’t make me any happier.😅 And when you look around (in real life) you’ll see that almost every girl/women/model has it.👀 That made me realise that it’s normal and that you aren’t less beautiful with it. It’s way more beautiful you’re happy and accepting yourself with them, then wishing you didn’t have them at all and be unhappy! 🤗💕

Uma publicação compartilhada por Nienke (@nienkke) em

//www.instagram.com/embed.js

Essa não é a primeira vez que Nienke fala sobre esses furinhos que são considerados “imperfeições” no corpo das mulheres . “Algumas vezes eu recebo comentários do tipo ‘suas pernas são feias’ e as pessoas fazem piada sobre mim. Eu não ligo, mas também não me admira que as garotas jovens e mulheres sejam tão inseguras sobre si mesmas quando ainda existe tanto body-shaming”, escreveu no Instagram.

“Só quero dizer para vocês meninas (e meninos): se você consegue trabalhar suas inseguranças e se você quer fazer isso, faça! Mas se você não pode, é melhor aceitar. Por que se sentir mal sobre si mesmo e ser infeliz o tempo todo? Lembre-se de que todos nesse planeta têm inseguranças e ‘falhas’ e isso é o que nos torna únicos.”

Nienke também fala sobre como o fato de ter celulite não deve ser considerado algo ruim e afirma a importância de amar a si mesma, com suas marquinhas na pele. “A maior parte das mulheres têm. É algo normal e não faz com que você seja menos bonita. Ao contrário, te torna ainda mais linda e vai te fazer feliz aceitar isso em si mesma”, finaliza.

Fonte: ig

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *