Beleza

Como aparecem e como tratar as espinhas causadas por estresse?

0
shutterstock

Diferente do que muita gente acredita, a puberdade não é o único momento da vida em que a acne costuma aparecer. De acordo com informações da Sociedade Brasileira de Dermatologia, essa condição de pele pode piorar em condições de muito estressantes e, inclusive, existem muitos casos adultos, principalmente mulheres, com espinhas causadas por estresse.

De acordo com a dermatologista Ana Carolina Sumam as espinhas causadas por estresse são exatamente iguais a acne que aparece durante a puberdade. “As espinhas aparecem por causa dos hormônios masculinos, chamados androgênios, que acionam as glândulas sebáceas para produzir mais sebo e a pele fica mais propensa a desenvolver acne.”

A dermatologista Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia, complementa que, no caso dos adolescentes, essas glândulas ficam mais ativas por causa da intensa produção de hormônios. E essa é a principal diferença para a acne que costuma aparecer quando você está estressada.

“Quando o estresse é muito intenso, há um aumento da produção de cortisol, que estimula os hormônios androgênios. Além do que já foi mencionado, a acne também produz uma quantidade de bactérias e, como o estresse diminui nossa imunidade, então acaba tendo uma proliferação aumentada de ‘bactérias ruins'”, explica Ana Carolina.

Ambas especialistas afirmam que é preciso levar em conta alguns fatores ao falarmos de espinhas causadas por estresse, especialmente àqueles ligados ao estilo de vida. Claudia menciona a ingestão de alimentos que estimulam a produção de androgênios, como doces e açúcares, e Ana Carolina fala sobre a falta de atividades físicas. As duas situações comprometem o bem-estar físico e, também, a saúde da pele.

Qual tratamento para as espinhas causadas por estresse?

Segundo Claudia, o problema das espinhas causadas por estresse é que cada caso é um caso. “O médico deve realizar uma anamnese detalhada, ou seja, um exame que investiga toda a parte hormonal, os hábitos de vida, a alimentação e as situações de estresse. Um bom tratamento só terá resultado se for baseado no controle significativo destes fatores”, diz.

Assim, é um especialista que irá sugerir se o melhor é fazer um tratamento dentro da clínica, como peeling ou exposição à luzes, ou se o melhor é seguir procedimentos em casa. “Nesse caso, o tratamento inicialmente deve ser instituído para o controle inflamatório.”

Ana Carolina também menciona a importância de ter uma rotina de beleza que se preocupe com fatores como a acne. “O ideal, em casos assim, seria que a pessoa conseguisse mudar seu estilo de vida, diminuindo o estresse. Porém, quando falamos apenas dos cuidados, é sempre importante lembrar que se deve usar um sabonete apropriado para o seu tipo de pele, nunca dormir de maquiagem e ter sempre o acompanhamento de um especialista.”

Essa “rotina de beleza” não precisa ser tão rigorosa quando a das coreanas , por exemplo. Claudia diz que procurar um sabonete adequado, usar a loção tônica com função adstringente duas vezes ao dia e cremes e séruns (composto líquido com uma variedade de ativos para determinado propósito) que tenham vitaminas pode ser suficiente.

Outra dica é apostar nas máscaras faciais à base de argila para controle da oleosidade, eritema e inflamação. Misture ainda uma gota de óleo essencial de eucalipto e duas gotinhas de óleo essencial de melaleuca em uma colher de sopa de água para melhorar o efeito detox. Existem também receitas caseiras para outros tratamentos para melhorar as espinhas, como a máscara feita de uma mistura com chá verde e mel , que tem ação antioxidante.

É preciso me preocupar com as espinhas causadas por estresse?

As espinhas em si não são um problema tão grande, afinal, elas conseguem desaparecer com alguns cuidados, mas a preocupação com estresse não deve ser deixada de lado. “Todo o nosso organismo está muito sujeito as alterações que o estresse provoca e com a pele, que é o maior orgão do nosso corpo, não poderia ser diferente. A pele é muito sucetível ao estresse e existem uma série de situações que pioram por causa disso”, diz Ana Carolina.

Claudia, por sua vez, afirma que existem vários outros sintomas, além das espinhas por estresse , que podem surgir por conta do estresse e prejudicar a pele, dentre elas: eczemas, dermatites, psoríase, urticária eb até alopecia. “Muitos desses problemas mencionados também podem causar envelhecimento precoce da pele”, finaliza a especialista.

Fonte: delas.ig

Painel Político
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Caixa suspende Minha Casa Minha Vida para faixa intermediária

Previous article

Forças de segurança fazem operação no RJ e PM é morto em blitz do Exército

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Beleza