ComportamentoSexo

‘Somos um casal apaixonado, mas há três anos não fazemos sexo – nem planejamos fazer’

0

Charlotte e Jacob têm 23 anos e estou juntos há quatro. Assim como eles, diversos casais acreditam que há outras formas de demonstrar afeto no relacionamento: em pesquisas feitas com mais de 2 mil pessoas nos sites Mumsnet e Gransnet, cerca de 18% dos entrevistados com menos de 30 anos fizeram sexo menos de 10 vezes no ano passado.

Charlotte e Jacob têm 23 anos e estão apaixonados. Mas o sexo não faz parte do relacionamento deles.

“Estamos juntos há quatro anos, mas não fizemos sexo nos últimos três e não planejamos fazer”, disse a jovem ao programa Victoria Derbyshire, da BBC.

Ela se considera assexual, embora Jacob não seja.

“Nós tentamos (fazer sexo) nos primeiros seis meses, mas isso realmente não deixou nenhum de nós feliz”, diz Charlotte.

Jacob explica que ele não quer fazer sexo com alguém que não tenha o mesmo desejo.

Para alguns homens, isso poderia ter sido um fator decisivo no relacionamento, mas não é para ele.

“Eu tenho um relacionamento fantástico com uma pessoa maravilhosa. Há outras formas de demonstrar afeto”, diz o jovem.

E eles não são os únicos.

Pesquisas feitas com mais de 2 mil pessoas nos sites Mumsnet e Gransnet indicaram que cerca de 18% dos entrevistados com menos de 30 anos fizeram sexo menos de 10 vezes no ano passado.

Entre todas as idades, esse número sobe para 29%.

Amanda e Steve

“Nossa ausência de vida sexual neste momento é por mim”, diz Amanda, de 35 anos.

“Estou tão cansada o tempo todo por causa do meu trabalho, e quando chego em casa é como se minha libido tivesse desaparecido.”

Amanda e seu parceiro, Steve, estão casados ​​há seis anos.

Eles têm um filho de 1 ano e 10 meses, Elliott. Quando o veem caminhar pela casa, sorriem entre si e explicam por que eles agora fazem sexo apenas uma vez a cada seis semanas.

“Transar durante o dia ou à noite com um filho em casa é algo improvável”, diz Steve.

“Mesmo que ele tire um cochilo de duas horas, você só pensa: ‘Eu provavelmente deveria fazer outras coisas ou recuperar um pouco de sono perdido'”, acrescenta.

Mas, de acordo com o terapeuta sexual Martin Burrow, da Relate – organização sem fins lucrativos que oferece aconselhamento para casais, famílias e jovens -, a questão não se restringe aos casais que têm relações sexuais menos satisfatórias depois de se tornarem pais.

“Certamente, cada vez mais pessoas estão reconhecendo que estão insatisfeitas com sua vida sexual”, explica o especialista.

“Eu não tenha certeza se é uma mudança cultural, que faz com que as pessoas se sintam mais confortáveis ​​falando sobre sexo, ou se hoje elas realmente fazem menos sexo”, acrescenta.

Ele ressalta, no entanto, que uma pessoa pode ter um relacionamento bem-sucedido com seu parceiro, mesmo que não haja sexo.

“Algumas pessoas não precisam fazer sexo para serem felizes, e algumas vivem nessas condições”, acrescenta.

Na opinião do terapeuta, quando se trata da quantidade de sexo em um relacionamento, “o normal não existe” – ou seja, não há regra específica ou uma fórmula a ser seguida.

Amanda diz que a comunicação tem sido a chave para ter um relacionamento saudável e forte sem a necessidade de fazer sexo regularmente.

“Não desanime, porque isso acontece com todo mundo”, diz ela aos novos pais que vivem situação semelhante.

“O que perdemos agora podemos recuperar depois, garanto”, brinca.

LEIA A REPORTAGEM COMPLETA NA BBC.

Painel Político
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Ator Otávio Augusto passa mal e é internado no RJ

Previous article

Desabamento em evento infantil deixa pelo menos 27 feridos em SP

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *