Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Revoltado com Italac, caminhoneiro joga 10 mil litros de leite nas ruas de Jaru

0

O caminhoneiro Pedro Rodrigues Soares de 42 anos, resolveu protestar contra os procedimentos de qualidade adotados pelo Laticínio Italac que condenou seu leite, e então despejou pelas ruas da cidade de Jaru, cerca de 9.400 litros de leite.

Mais de 12 ruas incluindo duas importantes avenidas, JK e Dom Pedro I, ficaram marcadas pelo protesto insano.

A Polícia Militar foi acionada e seguindo o rastro do leite passou a procurar o caminhoneiro que intensificou sua ação em ruas do setor 04, causando assim dificuldades em sua localização. O caminhoneiro revoltado acabou sendo localizado e detido em uma residência na Rua Minas Gerais, local bem próximo de onde o caminhão foi guardado em uma garagem.

Pedro Rodrigues justificou seu ato dizendo que ao tentar descarregar no laticínio Italac, o leite que ele havia coletado em propriedades rurais neste domingo (23), a empresa não aceitou e ainda jogou um produto vermelho dentro do compartimento inutilizando assim todo o leite.

Os policiais militares no momento da abordagem constataram indícios de embriagues no caminhoneiro, cujo este foi conduzido à delegacia de Policia Civil, onde foi flagranteado pelo delegado de policia, Dr. Salomão de Matos, pelo crime de embriagues ao volante.

O gerente administrativo do laticínio Italac, Renato Oliveira e o gerente industrial, Vinícius Lourenço, explicaram a nossa reportagem que as medidas adotadas em relação ao leite em questão, segundo eles, trata-se de um procedimento padrão da empresa, a fim de garantir a qualidade da industrialização do produto, esclarecendo ainda que o leite transportado pelo caminhoneiro Pedro Rodrigues, apresentou um nível elevado de acidez, sendo assim considerado improprio para o consumo humano, o que levou a empresa a inutilizar o lácteo, fazendo uso de um corante. Os representantes da empresa também disseram que este procedimento já foi adotado por diversas outras vezes, onde o descarte deste produto sempre é destinado a granjas de suínos.

A família de Pedro Rodrigues, pagou nesta manhã (24) fiança referente a dois salários mínimos e o liberou da prisão.

RondoniaVip

Comentários
Carregando