Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Rodrigo Guerreiro é investigado pelo MP por fraudes em licitações em na prefeitura de Ouro Preto do Oeste

0

rodrigo_e_alexO Ministério Público do Estado de Rondônia com apoio da PC e PRF, cumpriu, na manhã da ultima quarta feira, 26 de fevereiro, mandados de busca e apreensão na sede da empresa Rede Multimídia de Jornalismo e nas residências dos sócios da referida empresa, todas no Município de Ouro Preto do Oeste/RO.

A ordem foi expedida pela Justiça Estadual de Rondônia a pedido do Ministério Público em razão de fortíssimos indícios de direcionamento e fraude nos processos licitatórios referentes às festas de fim de ano, no reveillon oferecido pela prefeitura municipal, notadamente quanto à contratação do show musical da banda “Gabriel Gava”, havendo indícios dos crimes de dispensa indevida de licitação, frustração do caráter competitivo da licitação, falsidade ideológica, formação de quadrilha, entre outros.

Conforme investigação realizada pelo Ministério Público, a Rede Multimídia de Jornalismo que tem como proprietário Rodrigo Guerreiro, atuou como intermediária na contratação da banda sertaneja. Segundo os elementos de informação, essa empresa seria de fato da titularidade de Rodrigo Mota de Jesus, conhecido como “Rodrigo Guerreiro”, embora esteja em nome de terceiros, parentes ou amigos ligados a ele. Ademais, apurou-se que a sede da empresa estava abandonada, sem movimentação empresarial e a sua fachada não a identifica.

Fortes indícios de clientelismo

O citado escritório do “esquema” era mantido nas dependências do Restaurante Ranchão, às margens da BR 364, sendo que o imóvel é de propriedade da família do prefeito do município, Alex Testoni (PSD).

Além das buscas e apreensões no escritório e residências dos sócios da empresa a Polícia Civil e Rodoviária Federal, em apoio ao ministério Público procurou os responsáveis pelo setor de licitação e ordenação de despesas com o objetivo de obter os devidos esclarecimentos de todos os envolvidos na suposta fraude, os mesmos serão ouvidos durante a semana.

Além deste show investigado pelo MP, a mesma empresa já foi responsável por alguns shows evangélicos no interior e na capital de Rondônia, com concessões vultosas de dinheiro público, do aporte de até 250 mil, por parte de emendas de projetos de alguns deputados estaduais, entre eles, Flávio Lemos, Edvaldo Soares, Jean Oliveira, Jacques Testoni e Saulo Moreira, sempre capitaneadas pelo principal suspeito, Rodrigo Motta de Jesus, que se apresenta como fundador de uma suposta facção evangélica de jovens da igreja Assembleia de Deus de Ouro Preto do Oeste chamada “Nova Geração – Guerreiros de Cristo”, sendo estes em parte os responsáveis por estes eventos que contratam pastores e cantores gospel em grande parte no município de Ouro Preto do Oeste com o total apoio da prefeitura municipal, que disponibiliza a famosa “Praça da Liberdade” para a execução dos eventos.

Para o mês de abril, nos dias 20 e 26, já estão marcados sucessivamente dois shows gospel promovidos pela empresa vencedora da denuncia do Ministério Público na Praça da Liberdade, liberalmente cedida pela prefeitura municipal.

262796_3922295911788_2034041488_nOs eventos contam ainda com a liberação do Ginásio de Esportes Agmar de Souza “Piauzão”, em Ouro Preto do Oeste, gentilmente cedido por parte da prefeitura, onde uma multidão de evangélicos assiste gratuitamente as atrações trazidas pela Rede Multimídia de Jornalismo – RMJ, algumas desta também realizadas no templo sede da igreja Assembleia de Deus em Ouro Preto.

Entre os artista de renome nacional do mundo gospel que figuram no hall de atrações divulgadas e intermediadas nos últimos anos pela empresa para nos municípios de Ouro Preto do Oeste, Ji-Paraná, Ariquemes, Rolim de Moura, Cacoal, Jaru, Espigão do Oeste, Pimenta Bueno e Porto Velho, em alguns casos ao custo de 20 reais o ingresso, e que segundo o Ministério Público encontra-se abandonada e sem movimentação empresarial, estão Chris Duran, Thales Roberto, Fernandinho, Davi Sacer, Matos Nascimento, David Quilan, André Valadão, Juliano Son e Pastor Cláudio Duarte e também o Deputado Federal Pastor Marcos Feliciano.golpels

Alguns destes artistas evangélicos, que não são nada baratos por se tratarem de verdadeiros astros do universo gospel, também comparecem na agenda de apresentações da festa agropecuária do município, a AgriShow Norte de Ouro Preto, em parte patrocinada pela prefeitura, nos meses de setembro, como é o caso do cantor Fernandinho.

O que está por trás da licitação e o perfil do acusado

Curiosamente o prefeito do município, Alex Testoni está presente maciçamente em fotos recheadas de extrema intimidade pessoal no Facebook do principal suspeito da fraude investigada pelo Ministério Público, como se deixando fotografar comendo uma marmita no interior de seu gabinete administrativo, revelando um raro momento de solidão do prefeito, que em retribuição prestigia todos os shows promovidos pelo suspeito na igreja Assembleia de Deus de Ouro Preto do Oeste, o que ressalta o estreito relacionamento entre o suspeito e o prefeito.

Em poucos meses de atividade, o jovem passou a desfilar pela cidade e em viagens pelo Estado em uma caminhonete Triton esboçando repentinamente grande ostentação e riqueza em sua página do perfil no Facebook, o que atraiu a atenção de muitas pessoas, com joias e viagens constantes por todo país.

rodrigo_armadoDe forma antagônica, o suspeito investigado pelo Ministério Público, Rodrigo Motta (Rodrigo Guerreiro), que se diz tão defensor dos princípios cristãos exibia em seu Facebook, até o encerramento desta matéria, uma imagem de arma em punho, portando uma pistola calibre 9mm, posando de forma ameaçadora para impressionar os amigos e seguidores, numa visível postura de incitação a violência, através do post.

No final da tarde desta quarta feira o prefeito Alex Testoni foi visto de passagem pelas dependências do Ministério Público e Fórum de Ouro Preto do Oeste, porém, não há confirmação de que o mesmo tenha sido citado na denúncia do Ministério Público.

Fonte: MaisRO

Comentários
Carregando