fbpx
Ruiva do “Domingão” revela se mostrou tudo na “Playboy”: “Estou mais livre”

Renata Longaray, que trocou a bancada do jornalismo pelo palco do “Domingão do Faustão”, vê seu ensaio de capa para a “Playboy”, que chega às bancas no dia 15, como a guinada definitiva na carreira. “Sou jornalista e quando passei para o entretenimento tinha ainda uma imagem vinculada a ser muito séria. A revista vai ser essa virada”, diz ela, que era âncora da do canal pago Band News.

A gaúcha de 28 anos conta, em entrevista, que foi seduzida há um ano pelo oportunidade de se transformar na linha de shows. Não deu outra: a postura mais engessada que era exigida dela como jornalista ficou como experiência.  “Eu me senti mais livre! No jornalismo não pode isso, não pode aquilo… O entretenimento é mais leve.

Veio numa hora certa”, comemora. Renata diz ter sido redescoberta pelo próprio Fausto Silva, que a viu, pela primeira vez, na televisão. “Ele estava zapeando de canal, me viu e pediu para os diretores entrarem em contato. Durante a programação, eu dei um sorriso e ele falou ‘Essa menina sorrindo… jornalista geralmente é muito sério. Acho que ela pode dar certo”, afirma. Após o contato feito por um diretor em uma rede social – que, ela admite, não acreditou muito – Renata marcou uma reunião na qual o apresentador do “Domingão” estaria presente.

 

“Conversamos e, ao final, ele me deu uma caneta de presente para assinar o contrato. Foi uma emoção. É o maior apresentador do Brasil”, se lembra orgulhosa. O chefe, é claro, foi consultado antes que ela acertasse com a publicação masculina: “Tudo que a gente faz temos que ter autorização da Globo. Falei com ele e com a Lu [Cardoso, mulher do apresentador] e eles acharam muito legal, me apoiaram”.

“Preservei a parte de baixo” Renata Longaray não vê a hora de poder estar em mãos com sua “Playboy”, cujo ensaio foi feito há quinze dias em uma casa em Campos do Jordão, São Paulo. É a primeira vez que a repórter do “Domingão” fica nua para uma publicação. “Eu me senti super à vontade. Tomei umas tacinhas de vinho e foi bem tranquilo.

 

Começamos com as fotos de lingerie, depois fui me soltando e tirando a roupa”, explica. Desde o relançamento da revista por uma nova editora, as musas deixaram de, obrigatoriamente, aparecer completamente nuas. Renata, por exemplo, tanto aprovou a mudança de filosofia que isso pesou na hora de fechar contrato. “O nu frontal, mesmo, é mais difícil. Eu não fiz nada que aparecesse [as partes íntimas]. A ‘Playboy’ mudou bastante e está superbonita. Está sensual sem ficar escancarado. Preservei a parte de baixo”, revela.

“Homem é bobo, né?” Após a transição para o entretenimento, Renata trocou os cabelos castanhos pelo ruivo. O novo visual, garante, faz sucesso e prova disso são as cantadas que ela recebe. “Mudei o cabelo há uns três meses. E notei muito [o aumento do assédio] pelas redes sociais. Comecei a receber muita mensagem direct como ‘ruiva linda’, aquele símbolo de fogo… Homem é bobo, né?”, diz ela, que espera ver o sucesso do dia a dia nas vendas de sua revista.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta