Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Saiba como salvar seu telefone celular “afogado”

0

O avanço tecnológico dos celulares nos tem sido expressivo nos últimos anos, mas alguns problemas antigos persistem. Um deles é a vulnerabilidade desses aparelhos à agua.

Os fabricantes de smartphone até têm criado modelos mais resistentes à agua, como os aparelhos da linha Motorola Defy e o Xperia Z1 , que é completamente à prova d´água, segundo a Sony. Mas a realidade é que, na maioria dos casos, a água danifica severamente o celular e casos de aparelhos que “morreram” após cair no vaso sanitário ou na praia proliferam em fóruns da web.

A boa notícia é que existe esperança para celulares “afogados”. Alguns métodos caseiros podem ser usados para tentar “ressuscitar” o aparelho. Nenhum deles é totalmente eficaz e o resultado depende muito do modelo de celular, do tempo de submersão e das condições da água. Mas sempre vale a pena a tentativa. Confira a seguir como proceder.

Primeiros socorros

Se o seu celular caiu na água, a primeira providência é, obviamente, retirá-lo o quanto antes e desligá-lo. Não caia na tentação de manter o celular ligado para “ver se está tudo bem” ou postar “meu celular caiu na privada” no Twitter.

Com o aparelho desligado, remova todos os componentes que puderem ser retirados (cartão de fotos microSD, chip de operadora e, se possível, também a bateria). Esses componentes podem ser deixados em temperatura ambiente.

Em seguida, é hora de tentar salvar o aparelho, usando um dos métodos abaixo.

Arroz

O arroz é o mais popular entre os métodos caseiros para tentar salvar um celular “afogado”,  devido à sua grande capacidade de absorção de umidade. Deixe o celular já sem os componentes removíveis em um pote de arroz por um ou dois dias. Ao longo desse tempo, mexa algumas vezes no pote de arroz para revezar os grãos em contato com o celular. Se a sorte estiver do seu lado, o aparelho pode voltar a funcionar depois desse processo.

Areia para gatos

Quem tem gato em casa pode usar um material com absorção ainda maior do que o arroz. A areia sanitária para gatos, normalmente vendida em sacos de 1 quilo ou mais, é, em essência, sílica gel. Esse material tem alta capacidade de absorção de umidade e costuma ser incluído também em capas e caixas de violões e outros instrumentos para evitar a deterioração das cordas.

O procedimento é o mesmo usado com o arroz. Coloque o aparelho em um pote com sílica gel por um ou dois dias e aguarde o resultado.

Aspirador de pó

Usar um aspirador de pó antes de colocar o celular no arroz pode ajudar na secagem do aparelho. A ideia aqui é remover o excesso de água, deixando menos umidade para ser absorvida pelo arroz ou pelo sílica gel.

Álcool

Outra técnica para tentar salvar um celular “afogado” é imergi-lo em álcool por alguns segundos. A ideia por trás dessa tática é que a água contida no celular seja diluída em álcool. Quando o aparelho é retirado do recipiente, o álcool evapora na hora, muito mais rapidamente do que a água. Dessa forma, em teoria, o celular estaria seco em poucos segundos.

O álcool não é corrosivo a metais. Por outro lado, ele pode danificar adesivos, colas e outros materiais aderentes que estejam no celular. Por isso, caso escolha essa tática, certifique-se de banhar o celular em álcool apenas por poucos segundos, tempo necessário para que o líquido entre no aparelho.

Quanto maior for o grau de pureza do álcool usado, maior a chance do procedimento dar certo. Por isso, o ideal nesses casos é usar álcool isopropílico, que tem grau de 100%. Mas como esse tipo de álcool é usado basicamente para limpeza de componentes eletrônicos, é pouco provável que você tenha uma garrafa dele em casa. O álcool líquido comum usado em limpeza doméstica costuma ter teor de pureza por volta de 45%, mas também pode ser usado sem problemas. Variações de álcool para limpeza doméstica com grau de pureza superior a 46% são vendidos no Brasil apenas na forma de gel.

Secador de cabelos

Em alguns fóruns de internet é possível encontrar relatos sobre uso de secador de cabelos para salvar celulares molhados. Mas o uso desse acessório é arriscado. O secador realmente remove a umidade, mas o ar muito quente pode danificar componentes do celular, inutilizando-o. Por isso, o secador não é recomendado na maioria dos casos.

Como no caso do aspirador de pó, ele pode ser usado para eliminar o excesso de água. Mas deve-se tomar o cuidado de usar o acessório no ajuste mais fraco e a uma distância maior, para evitar que o ar chegue muito quente ao aparelho.

Água salgada? Um novo banho ajuda

Se o celular caiu em água salgada, a chance de que ele volte a funcionar é bem menor. Para tentar o resgate, um rápido banho em água pura antes de secar o aparelho pode ajudar. A ideia aqui é eliminar o sal e outros minerais antes de secar o aparelho. Coloque o celular em um pote com água pura e sacuda para eliminar o máximo de sujeira possível antes de tentar a tática do arroz.

Comentários
Carregando