Saiba como usar o Instagram com segurança

Com pouco mais de cinco anos de existência, o Instagram, rede social de fotos e vídeos que agora pertence ao Facebook, conta com mais de 400 milhões de usuários ativos mensalmente e cerca de 80 milhões de fotos compartilhadas todos os dias – dados de setembro de 2015. Muito embora seja social, o Instagram, como qualquer rede do tipo, também merece atenção e, mais do que isso, que o usuário tome alguns cuidados antes de sair publicando qualquer conteúdo. Afinal, as informações postadas podem ficar disponíveis para desconhecidos que poderão utilizá-las da forma que bem entenderem. Veja uma lista de dicas para utilizar o Instagram com segurança:

1) Desative o recurso de localização das fotos

As fotos compartilhadas no Instagram podem receber uma marcação com o local do usuário no momento da publicação, permitindo que qualquer pessoa acompanhe a rotina sem o conhecimento do usuário que publicou a foto.

Para que as imagens não sejam localizadas, é necessário desabilitar o recurso de localização da câmera do celular e não ativar o mapa no momento da publicação da foto no Instagram. Isto é, ao publicar uma imagem, não adicione um local. “São recursos de privacidade que as redes oferecem e que você deve usar. Quanto menos dados pessoais à toa você expõe, melhor”, diz Fabio Assolini, analista sênior de segurança na Kaspersky Lab Brasil.

2) Exclua a localização de fotos e vídeos já postados

Para excluir as informações de geolocalização das fotos e vídeos já postadas na rede social, acesse seu perfil e clique no ícone de localização para visualizar um mapa que mostra as fotos agrupadas pelo local onde foram publicadas. Selecione um grupo de imagens e confirme se você realmente quer excluir tais informações. O Instagram apagará definitivamente os dados relacionados ao local onde a imagem foi publicada.

[su_frame align=”right”] [/su_frame]3) Aprove as fotos em que foi marcado

O padrão do Instagram é exibir automaticamente no perfil do usuário as fotos em que ele foi marcado. “É importante configurar as opções de privacidade da melhor forma dentro do uso que você quer fazer da rede social”, explica José Matias Neto, diretor para suporte técnico da Intel Security. Para isso, é possível configurar uma moderação para estas fotos.

O perfil só exibirá as imagens desejadas e o Instagram enviará notificações sempre que o usuário for marcado em uma nova foto. Para alterar a configuração para publicações futuras, clique em Opções – os três pontinhos no canto superior direito do app – e selecione Adicionar Manualmente.

Se o usuário desejar alterar as fotos em que já foi marcado, basta clicar no ícone com três pontos logo abaixo da imagem escolhida. Além de decidir se a foto será exibida ou não em seu perfil, é possível remover a marcação clicando em Opções de fotos e selecionando, em Fotos com você, a opção Remover marcação.

4) Torne sua conta visível apenas para conhecidos

O usuário deve pensar bem antes de compartilhar qualquer informação no Instagram. Por padrão, as fotos publicadas na rede ficam disponíveis para qualquer um na internet e poderão ser salvas por qualquer pessoa que acessá-las. Além disso, é importante tomar cuidado com fotos durante uma viagem. Elas poderão indicar a um criminoso que o usuário está longe de casa e que é um bom momento para roubá-lo. “Não há problema em postar fotos das férias, mas faça isso depois de retornar”, sugere Matias.

Uma solução é alterar a visibilidade da conta e torná-la privada. Assim, os demais usuários precisarão enviar solicitações para ver suas imagens. Para compartilhar fotos apenas com pessoas conhecidas, vá em Opções e selecione Conta Privada.

5) Tome cuidado com aplicativos integrados

Se a conta no Instagram estiver integrada com outras redes sociais como Facebook ou Twitter as publicações poderão estar visíveis para qualquer pessoa e as configurações de privacidade destas plataformas também deverão ser atualizadas.

Além disso, é importante se certificar que aplicativos complementares ao Instagram realmente são confiáveis. Antes de confirmar o cadastro em um editor de imagem com mais recursos, por exemplo, o usuário deve visualizar que tipo de informações o aplicativo terá acesso. Alguns aplicativos pedem permissão para visualizar as fotos, o perfil e a lista de amigos no Instagram. O recomendável é dar o menor número de permissões possível.

6) Use senhas fortes e únicas

Para tornar o perfil no Instagram mais seguro, é fundamental definir uma senha forte e que inclua letras, números e símbolos. Quanto mais caracteres, maior a dificuldade de um criminoso descobrir a senha. O ideal é não utilizar a senha do Instagram em outras redes sociais. “Quando a gente fala de senha, mais importante que o tamanho ou a complexidade, é o fato dela ser única”, diz Assolini. Se um cibercriminoso descobre a senha de um usuário, ela provavelmente será testada nos principais serviços online, tornando o prejuízo ainda maior.

7) Tome cuidado com redes públicas

Antes de publicar uma foto no Instagram, é comum procurar por redes Wi-Fi públicas. Entretanto, é preciso tomar cuidado com a segurança da conexão localizada pelo aparelho. Segundo Assolini, o usuário pode ser vítima de um ataque “mesmo nas redes que têm senha e que são bem protegidas”. Neste caso, o dispositivo seria atingido por meio de um redirecionamento malicioso depois de fazer o login na rede.

O analista também aconselha que o usuário acesse o Instagram por meio de redes das operadoras. De acordo com Assolini, a criptografia usada em conexões 3G e 4G é segura e dificilmente um criminoso conseguirá roubar uma senha a partir desse tráfego.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta