San Miguel de Allende é considerada a mais bela cidade mexicana

In Viagens
San Miguel de Allende é considerada a mais bela cidade mexicana

O clima é o de uma cidade do interior, mas a joia colonial tem tudo o que o turista procura nos centros urbanos mais conhecidos do país.

Esqueça Acapulco, Cancún, Playa del Carmen. O destino da moda no México é a pequena San Miguel de Allende. Nada de praias, resorts, tequilas e hordas de jovens norte-americanos. Lá, as atrações são os prédios coloniais que ladeiam as ruas estreitas de pedra, os charmosos hotéis, uma infinidade de galerias de arte, renomados restaurantes e as festas públicas.

Localizada entre as montanhas no estado de Guanajuato, a quase 2 mil metros de altitude, San Miguel é considerada por muitos a cidade mais bonita do México. Beleza advinda da combinação casario colorido em tons de vermelho, marrom, rosa e amarelo, canteiros de bouganvilles, igrejas do período colonial espanhol e pátios internos com jardins exuberantes. Tudo muito bem preservado.

Fundada em 1542, San Miguel também é um dos municípios mais importantes do país. Ele teve papel fundamental na independência mexicana. História contada em museus e em obras de arte espalhadas pelo compacto e seguro centro. Tais importância e beleza lhe renderam, em 2008, o título de Patrimônio Mundial da Humanidade, concedido pela Unesco.

As virtudes de San Miguel têm atraído, desde a metade do século passado, aposentados canadenses, norte-americanos e europeus. Eles são cerca de 12 mil dos 70 mil habitantes que lá vivem. A presença dos expatriados e dos turistas a transforma numa cidade cosmopolita. Mas está longe de ser só um refúgio para idosos. Jovens não deixam os bares e as casas noturnas fecharem as portas cedo.

Migração pós-guerra

Os estrangeiros, a arte e a importância histórica salvaram San Miguel. No início dos anos 1900, ela esteve perto de se transformar em uma cidade-fantasma. Mas, em 1926, o governo mexicano a declarou monumento histórico. Desde então, as construções em seu centro estão limitadas para conservar o cenário colonial. A partir de 1950, San Miguel tornou-se destino de milhares de norte-americanos, onde começaram a estabelecer-se após a Segunda Guerra Mundial. No final de 1950, transformou-se em ponto turístico conhecido por sua bela arquitetura colonial e suas fontes termais.

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!

You may also read!

Coluna – Ser contra o Uber é ir contra à população de Porto Velho

Espalhe essa informação E ainda, Lúcio Mosquini vai para a China e diz que “resolveu a crise da carne”,

Read More...
Grupo encontra 150 pegadas de dinossauros

Grupo encontra 150 pegadas de dinossauros

Espalhe essa informação Descoberta de rastros de 21 espécies de animais na Austrália corresponde ao conjunto mais variado do

Read More...
Reforma trabalhista será apresentada até 12 de abril, diz relator

Reforma trabalhista será apresentada até 12 de abril, diz relator

Espalhe essa informação Segundo deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), o texto recebeu 841 sugestões de emendas, abordando diversos temas. O

Read More...

Deixe uma resposta

Mobile Sliding Menu