fbpx
Seguranças dizem que não viram agressão de Depp a Amber

O conturbado divórcio entre Johnny Depp e Amber Heard ganhou um novo capítulo nesta terça-feira. Após a filha e a ex-mulher Vanessa Paradis defenderem o ator das acusações de que ele teria agredido fisicamente a mulher, dois seguranças do casal, Jerry Judge e Sean Bett, afirmaram, segundo o site americano TMZ, que não viram as agressões que a atriz diz ter sofrido do agora ex-marido.

 

Segundo a dupla, o casal estava tendo uma discussão em seu apartamento quando eles a ouviram gritar “Pare de me bater”. Os dois foram até o local e encontraram Depp na cozinha enquanto Amber estava sentada no sofá da sala, a uma distância de aproximadamente seis metros. Ainda segundo os depoimentos dados pelos seguranças ao TMZ, durante o casamento de 15 meses dos atores era Amber a responsável por ataques de raiva, tendo até mesmo jogado uma garrafa contra o ex-marido. Eles ainda negaram o que foi dito por Amber, de que ela estaria com marcas de agressão visíveis em seu rosto e de que havia vidro quebrado no chão do apartamento no momento da agressão.

Em resposta, o advogado da atriz, Peter Sample, disse ao site americano The Wrap que as acusações de que Amber está mentindo e chantageando Depp não passam de invenção: “As alegações contra a Sra. Heard são absolutamente e inequivocamente falsas”, disse.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta