Seis diretores do Detran-MS e outros 7 são presos em ação contra corrupção e lavagem de dinheiro

Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) determinou à Procuradoria-Geral e Controladoria Geral rigoroso acompanhamento da Operação Antivírus

Operação Antivírus prendeu seis diretores do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS), além de servidor estadual, sócio e ex-sócios de empresas de informática e o ex-deputado estadual Ary Rigo. Também foram cumpridos 29 mandados de busca e apreensão na ação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) desta terça-feira (29).

A assessoria do governo do estado informou qeu o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) determinou à Procuradoria-Geral do Estado (PGE) e à Controladoria Geral do Estado (CGE) rigoroso acompanhamento da Operação Antivírus. O governador manifestou apoio às investigações e aguarda esclarecimentos dos órgãos de controle para definir as medidas legais cabíveis no âmbito da administração pública.
A defesa dos sócios da Digix informou que discorda dos pedidos de prisão e que teve acesso ao processo no final da tarde, por isso, ainda toma conhecimento dos fatos.

A investigação começou a apurar a existência de organização criminosa voltada à prática dos crimes de corrupção ativa e passiva, fraude em licitação, peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro, em 2015. Foram analisados contratos celebrados entre empresas da área de tecnologia da informação e o Poder Público estadual.

Foram presos temporariamente – por tempo determinado – o ex-deputado estadual Ary Rigo que é suspeito da prática dos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro e corrupção. Segundo a investigação, Ary Rigo teria ligação com a empresa Digithobrasil, com nome fantasia Digix.
Também foram presos temporariamente o sócio da empresa Digithobrasil Jonas Schimidt das Neves e secretário Claudinei Mastins Rômulo.

Na lista de presos preventivos estão: José do Patrocínio Filho, Fernando Roger Daga e Anderson da Silva Campos, sócios e ex-sócio da empresa Pirâmide Informática; Luiz Alberto de Oliveira Azevedo, servidor estadual da Secretaria de Governo do Estado; e os diretores do Detran Gerson Claro Dino (Diretor-Presidente), Donizete Aparecido da Silva (Diretor-Adjunto), Erico Mendonça (Chefe de Departamento), Celso Braz de Oliveira Santos (Diretor de Administração) e Gerson Tomi (Finanças e Diretor de Tecnologia).

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos nos gabinetes dos diretores do Detran presos, residência e escritório dos demais presos, residência e gabinete de servidor do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MS), em três de informática, duas residências de sócios dessas empresas.
Além dos mandados cumpridos, foram apreendidos cerca de R$ 95 mil em posse de um dos investigados, milhares de documentos, computadores, notebooks, tabletes e celulares de todos os alvos.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta