Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Seleção deixa Brasília em silêncio, e Neymar é questionado por torcida

0

Jogadores optam por não falar com a imprensa no caminho do saguão ao ônibus. Torcedores tentaram mostrar apoio, mas grupo menor chegou a xingar o atacante

Cerca de 30 torcedores compareceram nesta segunda-feira ao hotel onde a seleção brasileira ficou hospedada em Brasília desde o dia 31 de julho para se despedir da equipe que, depois de jogar duas vezes na capital, se dirige agora a Salvador para a última partida do Grupo A do futebol masculino da Olimpíada. Grande parte do grupo de fãs quis mostrar apoio ao elenco e tentar uma foto ou autógrafo, mas uma pequena parte preferiu hostilizar alguns atletas. Neymar foi o principal alvo.

O camisa 10 passou com fones de ouvidos em direção ao ônibus. Em meio até a xingamentos de um torcedor mais irritado, o craque do Barcelona, chegou a ouvir de um outro homem o pedido para sua saída da seleção, seguindo o mesmo caminho do amigo Lionel Messi na Argentina. O jogador, entretanto, pareceu não ouvir as provocações.

Os torcedores tiveram duas oportunidades de ver os jogadores nesta segunda, mesmo que à distância. Na primeira, os atletas se encaminhavam para o almoço e passaram rapidamente pelo saguão do hotel. Neste momento, algumas pessoas chamaram os jogadores de marrentos. Uma torcedora gritou para que Neymar voltasse para o Guarujá. Alheio às provocações, o atacante do Barcelona, que não deve ter ouvido o apupo por conta da distância, seguiu dando autógrafos e posando para fotos com fãs no interior do hotel.

Posteriormente, com Neymar a caminho do ônibus, um torcedor se exaltou e xingou o jogador. Ostentando um enorme fone de ouvido cromado, o jogador pareceu não ouvir o torcedor e subiu normalmente para o veículo.

O time treinado por Rogério Micale deixa Brasília com dois pontos ganhos e nenhum gol marcado: empates de 0 a 0 com África do Sul e Iraque. Em vez de aplausos, a equipe ouviu muitas vaias no estádio Mané Garrincha e até gritos por Marta, a craque da seleção feminina que tem duas vitórias no torneio olímpico.

A seleção brasileira volta a campo na quarta-feira contra a Dinamarca, na Fonte Nova, às 22h (de Brasília). A vitória garante um lugar nas quartas. Porém, há chance de o Brasil ter que decidir a classificação em um sorteio, já que no momento a campanha é idêntica à do Iraque

Comentários
Carregando