Sem deixar a prisão, Lula presta depoimento à PF como testemunha de Cabral

Na mesma semana em que é escutado pela PF por meio de videoconferência, o petista será lançado oficialmente como candidato à Presidência pelo PT

O ex-presidente Lula presta depoimento, por meio de uma videoconferência, na manhã desta terça-feira (5), ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. Ele foi chamado pelo ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, e será ouvido como testemunha de defesa dele.

Além de Lula será ouvido também hoje o ex-jogador Pelé, em um depoimento no Rio de Janeiro. Ele foi chamado pelo ex-presidente do Comitê Olímpico Brasileiro e do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman.

Os processos contra Cabral e Nuzman fazem parte da operação Unflair Play, que apura um suposto esquema de corrupção para a compra de apoio na votação que definiu o Rio como sede dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016.

Optou-se pela videoconferência para a execução do depoimento do ex-presidente porque ele permanece preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

Além de Cabral e Nuzman, também são réus na mesma ação o empresário Arthur César de Menezes Soares Filho, conhecido como Rei Arthur; o ex-diretor de Operações do Comitê Rio 2016, Leonardo Gryner; e os senegaleses Papa Diack e Lamine Diack, que teriam recebido a propina para garantir votos africanos à candidatura do Brasil.

Nuzman é acusado por corrupção passiva, organização criminosa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, e Cabral, de corrupção passiva. Gryner é acusado de corrupção passiva e organização criminosa. Arthur Nuzman, de corrupção ativa. E Papa e Lamine Diack, de corrupção passiva.

Candidatura de Lula – mesmo que esteja preso

Ainda nesta semana, o PT pretende lançar oficialmente a candidatura do ex-presidente às eleições deste ano. O evento deve acontecer, na próxima sexta-feira (8), em Contagem, Minas Gerais.

Como está preso, Lula não vai ao evento. Porém, o partido busca alternativas para tentar gravar um vídeo com uma mensagem do ex-presidente na prisão, a fim de usá-lo em Contagem. Além disso, o PT deve reiterar, durante a semana, o pedido para que governadores e prefeitos compareçam ao ato de lançamento da candidatura.

Fonte: ig

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta