Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Semas realiza levantamento sobre a condição de atingidos por enchentes em distritos

0

A secretária municipal de Assistência Social (Semas), Josélia Ferreira, pelos dias 06, 07 e 08, percorrerá os distritos do eixo da BR visitando famílias atingidas pelas cheias dos rios Madeira, Abunã e Jacy-Paraná. A ação tem como principal objetivo levantar novas informações para direcionar as atividades de socorro e assistência às vítimas.
Uma das questões preocupantes para a secretária é a falta de água para o consumo diário. “Sabemos que a Caerd está trabalhando para religar a rede de abastecimento, mas ainda há muitas famílias sem água. Em Abunã, o Frigorífico Santa Rita está fazendo doações de água, mas quem mora muito distante tem tido dificuldade de ir até o local para buscá-la”, disse Josélia, que também informou que a Semas está estudando uma forma de prover melhor a essas famílias. “Vamos disponibilizar a doação em local mais próximo. Adquirimos um bom estoque de água e podemos manter por mais tempo esse benefício. Nossa intenção é minimizar mais dos esforços dessas pessoas que já sofreram muito com as enchentes”, afirmou.
Outro trabalho a ser feito é a visita às famílias que retornaram às antigas moradias, apesar do estado em que as casas ficaram após as cheias. “Muitas pessoas estão em casas de parentes e outras em abrigos improvisados. Queremos fazer ao certo esse levantamento para saber quais encaminhamentos dar para a resolução do problema. Precisamos saber o que realmente é preciso providenciar para que as famílias retomem suas vidas”, observou a secretária.

Um dos locais mais necessitados de assistência social é Fortaleza do Abunã, localidade muito afetada pelas enchentes. As equipes da Semas estiveram recentemente em Abunã, mas a secretária retorna ao distrito agora para regularizar cadastramentos em programas sociais. Os distritos de União Bandeirantes e Extrema, apesar de não terem sido diretamente atingidos, acumularam carências devido ao longo tempo de paralisação da estrada de ligação entre Porto Velho e Rio Branco. “Vou na quarta-feira e levo comigo dois técnicos, um servidor da Assessoria Técnica, para dar apoio aos trabalhos, e uma assistente social, que vai realizar tarefas da sua área de atuação. Dentre as diversas ações a serem desenvolvidas, uma será os levantamentos sobre as famílias que não se cadastraram no Bolsa Família. Precisamos saber os motivos e esse trabalho não pode mais esperar. Trata-se de algo que quero resolver o mais depressa possível, pois há muitas outras coisas a serem feitas pela Semas e nós queremos partir para outros caminhos imediatamente essa questão”, concluiu Josélia Ferreira.

Fonte: Assessoria

 

Comentários
Carregando