fbpx
Sindicato vistoria unidades prisionais de Rondônia; presidente diz que Estado viola lei

O relatório final será encaminhado à Secretaria de Justiça e órgãos do Judiciário.

O Sindicato dos Agentes Penitenciários e Sócioeducadores do Estado de Rondônia (Singeperon) deu início às vistorias nas unidades prisionais para reunir informações a respeito da atual situação e condições de trabalho, e que servirão para compor relatório detalhado sobre os graves problemas vividos pelo servidor penitenciário em Rondônia.

Os trabalhos incluem levantamentos do quantitativo do efetivo, do número de armas, de aparatos de segurança e as condições de uso, além do detalhamento sobre a estrutura física das unidades, com foco nas situações que precarizam o trabalho dos agentes e fragilizam a segurança. O relatório final será encaminhado à Secretaria de Justiça e órgãos do Judiciário.

A diretoria do Singeperon informa que nessa primeira etapa os levantamentos estão sendo realizados nas unidades da capital, e depois seguirão no interior do Estado. Na sexta-feira (13) representantes do sindicato estiveram no Presídio Milton Soares de Carvalho, também conhecido como 470; e no sábado (14) na Penitenciária de Médio Porte (Pandinha) e na Casa de Detenção Dr. José Mario Alves da Silva, o Urso Branco.

Segundo o presidente do Singeperon, Sidney Andrade, dispositivos legais continuam sendo violados pelo Estado, com base nas constatações de vários problemas, como o baixo efetivo, a falta de equipamentos de segurança e inadequações na estrutura física da unidade. “Registramos problemas antigos que o sindicato já havia pedido providências ao Estado, como pouca iluminação, guaritas inativas e quantitativo insuficiente de servidores. Situações que comprometem a segurança”, frisou Sidney.

Fonte: rondoniadimanica

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta