Sites criaram notícias falsas e boatos sobre morte de Marisa

Chegaram a noticiar que a falecida ex-primeira dama foi fotografada viva na Itália

Após publicarem uma série de notícias falsas durante a internação da ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva na UTI do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, os criadores de mentiras online mantiveram distância de quaisquer escrúpulos depois da confirmação da morte da mulher do ex-presidente Lula, na última sexta-feira.

Há lorotas nas mais variadas “modalidades”: teorias da conspiração mirabolantes que questionam a morte de Marisa Letícia, distorção de notícias verdadeiras para criar mentiras, invenção de postagens em redes sociais e até mesmo a tosca manipulação de uma foto do velório da ex-primeira-dama.

Notícias falsas sobre a morte de Marisa Letícia Lula da Silva

Entre a nova leva de inverdades, nenhuma supera “Morte de Marisa é mentira! Mulher de lula é fotografada na Itália!”, que pipocou no WhatsApp até ser publicada, entre outros, pelo cascateiro contumaz Saúde, Vida e Família, onde foi lida 42.200 vezes.

A notícia falsa é ilustrada, de fato, por uma imagem da ex-primeira-dama na Itália. A foto foi clicada em 7 de abril de 2005 por Ricardo Stuckert, então fotógrafo oficial da presidência da República, durante desembarque de Lula e Marisa em Roma, onde o casal acompanhou o funeral do papa João Paulo II.

“MARISA morreu mesmo ?”, diz o texto, que delineia uma estapafúrdia teoria da conspiração em 20 tópicos. O blog não reproduzirá os itens, que, em suma, acusam Lula de forjar a morte da mulher para se livrar da Justiça e cobram “provas” de que Marisa Letícia, de fato, faleceu.

 

Notícias falsas sobre a morte de Marisa Letícia Lula da Silva

“Revoltado com a morte de Marisa, Lula processa e pede a prisão de Sergio Moro”, outro exemplo de notícia propagada na internet depois da morte de Marisa Letícia, distorce uma informação verdadeira: a de que a defesa do ex-presidente Lula entrou com uma ação contra Moro em novembro de 2016 por abuso de autoridade nos processos em que o petista é réu na Operação Lava Jato.

Para introduzir as mentiras, sites como o Na Mira da Notícia usam trechos reais do processo movido por Lula contra Moro, como o pedido de condenação com base “no artigo 6º. da Lei 4.898/65, que penaliza o abuso de autoridade, junto com difamação, injúria, calúnia com detenção de dez dias a seis meses, além de outras punições civis e administrativas, inclusive a suspensão do cargo e até mesmo a demissão”.

A cascata é arrematada com falas inventadas e atribuídas ao ex-presidente. “Lula, muito comovido com a morte de sua Primeira Dama, passou aos seus advogados, ‘que ira lutar por sua dignidade até o fim, pelo povo Brasileiro que acreditou nele e principalmente por sua esposa ao qual sempre esteve ao seu lado em todos os momentos sabendo de sua dignidade’. Por fim ele apenas disse que o maior assassino do Brasil é aquele que o povo esta defendendo, SERGIO MORO”.

 

Notícias falsas sobre a morte de Marisa Letícia Lula da Silva

Além do ex-presidente Lula, seu filho primogênito, Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, também protagoniza manchetes falsas cujo mote é a morte de Marisa Letícia.

Segundo publica o notório Saúde, Vida e Família, em postagem lida 2.400 vezes, “Fábio Luís Lula da Silva, revoltada [sic] com a morte da mãe ameaça: ‘Vou acabar com o Brasil’”.

Os criadores da notícia falsa dizem que Lulinha “usou as suas redes sociais para ameaçar e deixar de plantão o MST e demais grupos ‘auxiliados’ pelo PT”.

Na postagem fictícia, inventou-se que o filho de Lula escreveu que com a morte da mãe “por incrível que pareça me sinto mais forte para lutar ao lado de pai que é o homem mais honesto do Brasil, por nossa PAZ, por ela, se falarem mais uma vez em prender meu pai, vamos colocar FOGO no BRASIL ai vocês verão oque é guerra, nada vai nos deter’”.

 

Notícias falsas sobre a morte de Marisa Letícia Lula da Silva

A cereja do bolo das notícias falsas sobre a morte de Marisa Letícia Lula da Silva é a imagem primitivamente alterada para transformar o painel usado no velório da ex-primeira-dama, com uma imagem do casal, em uma propaganda eleitoral onde se lê: “Lula 2018”. “Se você nunca viu um funeral/show/comício”, diz a legenda acrescentada à foto, que circulou pelo WhatsApp no final de semana.

Da Revista Veja

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário