STF concede liberdade condicional a Kátia Rabello, condenada no mensalão
STF 

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, concedeu liberdade condicional à ex-presidente do Banco Rural Kátia Rabello. Ela foi condenada a 14 anos e 5 meses por lavagem de dinheiro e gestão fraudulenta na Ação Penal 470, o processo do mensalão.

Em despacho no processo da execução da pena da executiva, Barroso afirmou que ela é ré primária, já cumpriu um terço da pena e apresenta bom comportamento e, por isso, poderia ser liberada — conforme manda o artigo 83 do Código Penal. Ela cumpriu 3 anos e meio da pena e remiu 456 dias por meio de trabalho e estudo na prisão.

No parecer enviado ao ministro, a Procuradoria-Geral da República disse que Kátia Rabello demonstrou ser capaz de cuidar da própria subsistência, não cometeu falta disciplinar e já pagou toda a multa que havia sido imposta a ela.

Agora, a Vara de Execução Penal de Belo Horizonte deve estabelecer as condições para que Kátia possa ficar em liberdade.

Fonte: conjur.com

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário