STF teve apenas três ministros das regiões Norte e Nordeste em 30 anos
STF 

Regiões são sub-representadas na Corte Suprema.

O falecimento prematuro do ministro Teori Zavascki abriu uma vaga no STF e a oportunidade de equilibrar a balança quanto à distribuição geográfica dos ministros: isso porque, desde a CF/88, apenas três integrantes da Corte nasceram nas regiões norte e nordeste do país. É o caso dos ministros Menezes Direito (PA), Ayres Britto (SE) e Ilmar Galvão (BA).

O mais novo desses, ministro Ayres Britto, foi atingido pela compulsória em 2012 e, após sua saída, a Corte recebeu mais dois ministros (Barroso e Fachin, respectivamente, do RJ e do RS).

Na atual composição do Supremo, o Estado do RJ lidera com quatro integrantes: Marco Aurélio, Lewandowski, Fux e Barroso. Em seguida vem SP (Celso de Mello e Toffoli) e RS (Rosa e Fachin) com dois ministros – lembrando, o ministro Teori era de SC. Por fim, MT e MG com um representante cada, respectivamente, os ministros Gilmar Mendes e Cármen Lúcia.

Muryllo F. Bastos é advogado, editor do site e Painel Político. Natural de Vilhena.

Deixe uma resposta