STJ mantém bloqueio de bens de Pezão

In STJ
PGR pede arquivamento de inquérito para investigar Pezão na Lava Jato

Ele é investigado em ação de improbidade administrativa quando era prefeito

O ministro Sérgio Kukina, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou um recurso do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, e manteve decisão do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) que bloqueou seus bens. Ele é investigado em uma ação de improbidade administrativa, em razão de seu primeiro mandato como prefeito de Piraí (RJ), entre 1997 e 2001.

O bloqueio dos bens foi determinado pela 1ª Vara Federal de Barra do Piraí (RJ), que tem jurisdição sobre o município vizinho de Piraí. A defesa recorreu, mas o TRF2, com sede na cidade do Rio e abrangência sobre os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, manteve a decisão.

Pezão recorreu novamente, desta vez ao STJ. Mas ministro Sérgio Kukina alegou questões técnicas para indeferir o pedido do governador. A decisão foi tomada em 6 de fevereiro, mas divulgada pelo STJ nesta quarta-feira.

Fonte: oglobo.com

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!

You may also read!

Vazamento de fotos íntimas da cantora Demi Lovato reforça importância da aprovação de lei brasileira para coibir esta prática

Vazamento de fotos íntimas da cantora Demi Lovato reforça importância da aprovação de lei brasileira para coibir esta prática

Espalhe essa informação Para o advogado, embora o projeto também proteja os homens, são as mulheres as que mais

Read More...
Após vistoria, Adriana Ancelmo deve voltar para casa nesta quarta

Após vistoria, Adriana Ancelmo deve voltar para casa nesta quarta

Espalhe essa informação Ex-primeira dama ganhou o direito de cumprir prisão domiciliar, no Leblon. Na terça-feira, PF vistoriou o

Read More...
Justiça garante reintegração de posse de casas populares à prefeitura de Machadinho

Justiça garante reintegração de posse de casas populares à prefeitura de Machadinho

Espalhe essa informação Há mais de 15 dias, essas casas que fazem parte do programa do governo Federal foram

Read More...

Deixe uma resposta

Mobile Sliding Menu