fbpx
Consumidores de RO vão pagar R$ 16,5 milhões a mais na conta de luz por causa de furtos de energia

Consumidores de RO vão pagar R$ 16,5 milhões a mais na conta de luz por causa de furtos de energia

On : --

A Eletrobras Rondônia divulgou, neste mês de novembro, que teve um prejuízo de R$ 33 milhões com ligações clandestinas de energia em todo estado, o chamado “gato”. O valor do furto de energia ocorreu entre setembro de 2016 e setembro de 2017, quando foram desviados 749.054 Megawatt-hora (MWh) da rede elétrica.

Com impostos, bandeira 2 sobe de R$ 5 para R$ 6,42 na conta de luz

Com impostos, bandeira 2 sobe de R$ 5 para R$ 6,42 na conta de luz

On : --

A conta de luz dos brasileiros vai ficar ainda mais cara que o previsto com a mudança na bandeira tarifária anunciada nesta semana. O valor da taxa extra no segundo patamar da bandeira vermelha para cada 100 quilowatt-hora consumidos (KWh) subiu de R$ 3,50 para R$ 5,00, mas na prática vai chegar a R$ 6,42 no bolso do consumidor do Rio de Janeiro e a R$ 5,96 em São Paulo em razão dos impostos cobrados (PIS, Cofins e ICMS) sobre a conta. Os números são da Proteste.

Governo deve mudar regra de bandeiras e conta de luz pode aumentar

Governo deve mudar regra de bandeiras e conta de luz pode aumentar

On : --

A permanência de um quadro de chuvas fracas e reservatórios baixos está preocupando o governo e já provoca reavaliação da metodologia de acionamento das bandeiras tarifárias, que aumenta o preço cobrado pela energia no momento em que as usinas termoelétricas são ativadas. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) deve discutir o assunto em reunião marcada para esta terça-feira, 24. Uma das opções na mesa é a revisão no processo, acarretando em aumento no preço da conta para o consumidor final.

TCU fará pente-fino em cobrança extra na conta de luz

TCU fará pente-fino em cobrança extra na conta de luz

On : --

O Tribunal de Contas da União (TCU) vai passar um pente-fino na cobrança das bandeiras tarifárias incluídas na conta de luz. A auditoria sobre os períodos de cobrança extra a todos os consumidores de energia foi decidida após o tribunal coletar indícios de que, na prática, as bandeiras não têm inibido o consumo da população para prevenir eventuais racionamentos, o objetivo principal da medida. Servem apenas como mais uma ferramenta de arrecadação de recursos.