Tag: Reforma da previdência

PMDB foi beneficiário do esquema de corrupção na Caixa, diz investigação

AGU pede rejeição de ADPF contra a Reforma da Previdência

Para Executivo, STF não deve julgar ação que visa suspender a tramitação da proposta na Câmara dos Deputados. A

Leia mais...
Rodrigo Maia diz que não quer a pecha de que ajudou nem que prejudicou Cunha

Câmara deve aprovar reforma da Previdência até março, diz Maia

Para Maia, a medida terá impacto direto na redução da taxa de juros, que, em sua opinião, cairia para

Leia mais...
Reforma da Previdência é prioridade para governo no próximo ano, diz Meirelles

Reforma da Previdência é prioridade para governo no próximo ano, diz Meirelles

Ele também destacou as medidas microeconômicas que pretendem aumentar a produtividade do país, as mudanças tecnológicas que facilitam a

Leia mais...
Desemprego aumenta fluxo de pessoas para as regiões Sul e Centro-Oeste

70% dos trabalhadores vão ser afetados por reforma da Previdência

Analistas dizem que apesar das restrições impostas, a reforma é essencial para equilibrar as contas públicas A reforma da

Leia mais...

CCJ fecha acordo e vai votar hoje reforma da Previdência; Siga AO VIVO

A projeção inicial era que a discussão se estendesse até a meia-noite Líderes partidários fecharam acordo na Comissão de

Leia mais...
Cresce desemprego entre os jovens de até 24 anos, diz Ipea

Entenda a proposta do governo para reforma da Previdência; veja o que muda

Proposta do governo Michel Temer prevê a maior mudança no sistema de seguridade social desde a Constituição de 1988;

Leia mais...

CCJ da Câmara pode votar reforma da Previdência nesta quarta

Relator ressaltou que a CCJ analisa a proposta apenas quanto aos requisitos constitucionais. O conteúdo da PEC será avaliado

Leia mais...

Reforma da Previdência: saiba o que muda com as novas regras propostas

Entre as mudanças propostas na PEC 287 está a definição de uma idade para a aposentadoria O governo encaminhou

Leia mais...
Planalto adia reunião com sindicatos sobre reforma da Previdência

Reforma prevê aposentadoria após 49 anos de contribuição

O projeto estipula 65 anos como a idade mínima para aposentadoria tanto de homens quanto de mulheres Após o

Leia mais...
Câmara aprova MP do Setor Elétrico e vota repatriação de ativos

Governo deve enviar reforma da Previdência ao Congresso nesta semana

Câmara pode votar a medida provisória que altera o currículo do ensino médio. Pauta do Senado tem projetos sobre

Leia mais...

Coluna – Entes públicos desrespeitam decisões judiciais reiteradamente em RO

Caerd, Eletrobrás, prefeituras e outros ignoram decisões da justiça sem a menor cerimônia; está na hora de juiz começar

Leia mais...

Estados querem Judiciário e Legislativo nas novas regras da aposentadoria

Em vários estados, inclusive no Rio de Janeiro, o Executivo assumiu o pagamento de inativos e pensionistas de todos

Leia mais...
O benefício assistencial que garante um salário mínimo mensal ao deficientes ou idosos com mais de 65 anos deve ser concedido a pessoas que vivem em situação de extrema vulnerabilidade social. E não como um meio para obtenção de remédios, em substituição às políticas públicas de saúde. O fundamento levou a 1ª Vara Federal de Santa Maria (RS) a julgar improcedente o pedido de um monge, doente, para receber o Benefício da Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social (BPC-Loas). O autor ingressou com ação contra o Instituto Nacional do Seguro Social, alegando que teve a solicitação de benefício de amparo assistencial ao idoso negada por ser cidadão alemão. Relatou que tem 83 anos e que veio para o Brasil em 1986. Pontuou ainda que é monge da Ordem dos Cartuxos, vivendo mosteiro localizado no interior gaúcho. O INSS contestou, defendendo que não é possível conceder o BCP-Loas a quem possui nacionalidade estrangeira. Argumentou ainda que ele não comprovou a efetiva existência do estado de miserabilidade. Vulnerabilidade social Ao analisar o conjunto probatório anexado aos autos, o juiz federal Ézio Teixeira destacou que a Turma Regional de Uniformização da 4ª Região já firmou o entendimento de que o estrangeiro, residente legalmente no país, possui direito ao benefício assistencial se dele necessitar. Segundo ele, de acordo com a legislação regente da matéria, para receber o Loas, é preciso comprovar ser pessoa idosa e não possuir meios de garantir a própria manutenção ou de tê-la provida pela família. Para o magistrado, o requisito etário foi comprovado pelo autor, restando verificar a questão da miserabilidade. Ao longo da tramitação processual, foram realizadas avaliação socioeconômica e inspeção judicial, além de pesquisas junto à Arquidiocese de Santa Maria e ao posto de saúde do município onde mora o idoso. A perícia apontou que o homem vive no mosteiro em regime de clausura e sob voto de pobreza. O local, apesar de construído há muitos anos, está em bom estado de conservação. Ao fazer a inspeção judicial, o juiz também concluiu “que o autor, ao optar por fazer parte da Ordem dos Cartuxos, como monge, escolheu uma vida de abnegação material e contemplação espiritual, na qual os bens materiais são simples e limitam-se aos estritamente necessários a uma vida digna, sem confortos supérfluos, em obediência ao voto de pobreza”. Segundo Teixeira, todos aqueles que vivem no mosteiro, além das atividades de oração, realizam os serviços necessários para a manutenção do local, fazendo trabalhos agrícolas, de carpintaria, lavanderia, entre outros. A Ordem dos Cartuxos não recebe ajuda da Igreja Católica, mas obtém recursos do arrendamento uma área de terra e da venda dos produtos cultivados. A partir dos elementos agrupados no processo, o juiz entendeu que o valor do benefício assistencial pleiteado seria utilizado para a compra de medicamentos, porque os bens materiais essenciais à manutenção do monge já são supridos pelo Mosteiro. O juiz destacou que não ignorava o fato do homem ser uma pessoa idosa e doente, além de um trabalhador dedicado às questões espirituais e à preservação do meio ambiente. Contudo, entendeu que a situação do autor não se amolda à hipótese prevista para a concessão do benefício, pois suas condições pessoais, materiais e sociais não caracterizam miserabilidade ou vulnerabilidade social. ‘‘No entanto, ressalto que o benefício assistencial não pode ser utilizado como substitutivo às políticas públicas de saúde, que devem ser ofertadas pelo Poder Público, seja através de suas esferas administrativas, seja por meio das demandas judiciais próprias, destinadas especificamente à obtenção de medicamentos e tratamentos de saúde ainda não disponibilizados na rede pública’’, escreveu na sentença, lavrada no dia 30 de junho. Cabe recurso ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Pensão por morte pode deixar de ser integral após reforma

Pensões: outros países já adotam modelos parecidos ao proposto no Brasil, como EUA, Japão, Alemanha e França O governo

Leia mais...
Governo anuncia meta de contratar 600 mil moradias em 2017 A iniciativa é destinada para famílias com renda mensal entre R$ 1.600 e R$ 2.350 O governo interino de Michel Temer anunciou nesta quinta-feira (11) a meta de contratar no ano que vem 600 mil unidades habitacionais do Minha Casa, Minha Vida. Segundo o ministro Bruno Araújo (Cidades), a pretensão é que 400 mil moradias contratadas sejam destinadas a famílias com renda mensal entre R$ 2.351,00 e R$ 6.500,00, ou seja, nas faixas 2 e 3 do programa federal. O restante será direcionado a famílias com renda inferior, até R$ 1.800 ou até R$ 2.350, e para entidades federais do campo e da cidade. Para este ano, o ministro disse ainda que a expectativa é zerar o número de moradias que foram contratadas pela gestão passada, mas estão paralisadas. Segundo o governo federal, na faixa com renda bruta mensal de até R$ 1.800, há 50,2 mil residências paralisadas. O ministro fez o anúncio em encontro, no Palácio do Planalto, com empresários e operários da construção civil. No evento, foi anunciado também a construção de pelo menos 40 mil novas casas do programa Minha Casa Minha Vida. A informação havia sido antecipada pela Folha de S.Paulo na terça-feira (9). A iniciativa é destinada para famílias com renda mensal entre R$ 1.600 e R$ 2.350. Os subsídios para esses imóveis podem chegar a R$ 45 mil na construção de casas avaliadas em até R$ 135 mil. A contratação será feita ainda neste ano e o início das obras está previsto para 2017. Com informações da Folhapress.

Veja as mudanças na aposentadoria proposta por Temer

Texto da reforma da Previdência já está pronto e será enviado ao Congresso O governo do presidente Michel Temer

Leia mais...
Desemprego aumenta fluxo de pessoas para as regiões Sul e Centro-Oeste

Governo quer acabar com paridade entre servidores ativos e inativos

Proposta prevê que inativos não tenham mais direito a reajuste dado a quem está na ativa O governo interino

Leia mais...

Eliseu Padilha diz que militares ficarão fora da reforma da Previdência

Os militares federais não têm sistema previdenciário, informou o ministro O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse hoje

Leia mais...

Reforma da Previdência vai afetar mais quem tem até 50 anos

Acima desta faixa etária haverá um “pedágio” para quem quiser se aposentar, a chamada regra de transição, prevendo um

Leia mais...

Militares entrarão na reforma da Previdência. Governo quer regra única

Não haverá, nas palavras de Padilha, privilégios para nenhum grupo específico O governo decidiu acelerar as discussões sobre a

Leia mais...
Até 2030, Estados vão gastar 28% da receita com aposentado

Incerteza sobre Previdência aumenta procura por aposentadoria antecipada

Possível reforma tem levado trabalhadores a repensar planos. Aposentadorias concedidas aumentaram quase 12% entre janeiro e junho O medo de

Leia mais...

Ministro apoia terceirização do trabalho e agrada executivos

Ao falar sobre terceirização do trabalho em uma eventual reforma trabalhista, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, foi aplaudido

Leia mais...

Menu slide para smartphones