Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

TAM sai do programa Star Alliance de pontos e entrará na Oneworld

0

A companhia aérea TAM vai sair da aliança global Star Alliance em 30 de março de 2014 e, no dia seguinte, passará a fazer parte da Oneworld, informou a empresa em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta terça-feira (1º).

A partir da data em que a empresa ingressar na Oneworld, será possível acumular pontos no TAM Fidelidade em qualquer voo dos membros desta aliança.
Atualmente os membros da Oneworld são Airberlin, American Airlines, British Airways, Cathay Pacific, Finnair, Iberia, Japan Airlines, LAN, Malaysia Airlines, Qantas, Royal Jordanian e S7 Airlines, além de 30 outras afiliadas.
O documento lembra que o anúncio da opção pela Oneworld foi feito em 7 de março deste ano, dois dias depois da reunião do conselho de administração da Latam Airlines, holding da fusão entre a chilena LAN e a TAM Linhas Aéreas. Naquela data, o conselho concordou em eleger a Oneworld como aliança global das companhias aéreas.
“A aliança global é a que mais se adequa aos interesses da companhia, já que a Oneworld oferece os melhores benefícios para nossos passageiros, a mais ampla oferta de conectividade e de produtos e as maiores sinergias para o grupo”, afirmou a Latam em fato relevante de 7 de março.
A Star Alliance, rede mundial de companhias aéreas, tem 28 integrantes, incluindo a brasileira TAM e empresas como a portuguesa TAP e a alemã Lufthansa. A aliança foi criada em 1997 para possibilitar compartilhamento de voos, serviços e programas de milhagem entre as empresas.
Trocas
A LAN já pertencia a oneworld, enquanto a TAM era membro da Star Alliance. A Latam tinha a obrigação de decidir por permanecer em apenas uma aliança global de empresas aéreas, como uma das condições impostas por reguladores para a aprovação da fusão entre LAN e TAM.
A decisão cumpre as condições impostas pelo Tribunal de Defensa de la Libre Competencia (TDLC), órgão do Chile, e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), que aprovaram a fusão entre a brasileira e a chilena. A escolha do conselho da Latam será submetida ao Cade.

 

Fonte: G1

Comentários
Carregando