Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Taxistas de quatro estados protestam contra projeto de senador rondoniense

Segundo o vice-presidente da Associação dos Taxistas, Carlos José dos Santos,  a mobilização será pacífica e ordeira

0

Taxistas de Porto Velho, e das regiões central e Sul do Estado, realizam neste sábado, 07, protesto contra o projeto do senador Acir Gurgacz, que proíbe o transporte intermunicipal por motoristas concessionários do serviço de táxi. Taxistas de quatro estados participam do ato – Rondônia, Acre, Amazonas e mato Grosso.

A mobilização, prevista  para iniciar às 7 horas e encerrar às 14 horas, foi acertada na manhã da última quinta-feira 05/10 durante reunião entre as lideranças dos taxistas na Unidade Operacional da Polícia Rodoviária Federal. A concentração será em frente ao ginásio Gerivaldão e delegacia do Dnit.

Segundo o vice-presidente da Associação dos Taxistas, Carlos José dos Santos,  a mobilização será pacífica e ordeira. “Queremos apenas mostrar nosso descontentamento com a matéria que tramita do Senado e garantir nossos direitos”, disse.

A previsão é de que pelo menos setecentos taxistas participem do ato público, que deve iniciar-se às 7 horas até as 14 horas, com a realização de uma grande passeata pela cidade, em direção ao Segundo Distrito. No início da manhã desta sexta-feira 05.10, a marginal da BR-364, ao lado do Gerivaldão e Dnit será fechada pela Polícia Rodoviária como medida de segurança do trânsito.

A Polícia Rodoviária Federal estará com equipes de reforço prestando auxílio aos usuários da rodovia e garantindo a segurança daqueles que por ela trafegam, de forma que tudo ocorra dentro da normalidade planejada. A Polícia Militar e AMT também estarão presentes garantindo a boa ordem no perímetro urbano.

Entenda a polêmica

No dia 23 de setembro o projeto de lei 569, de autoria do senador Acir Gurgacz foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado e como é matéria terminativa (não precisa ir à plenário) foi encaminhado para a Câmara dos Deputados. Caso seja aprovado, vai direto para sanção presidencial.

Na sessão da CCJ, realizada no dia 27, o senador Ivo Cassol, que também é de Rondônia e é suplente na CCJ, acusou o colega de estar “legislando em causa própria”. Segundo Cassol, o Senador é que tinha que estar aqui a serviço da população, a serviço da população de Rondônia e do Brasil, mas não, veio aqui fazer uma lei em benefício próprio para suas empresas.

Gurgacz nega, afirmando que ele na verdade está “combatendo o transporte pirata”. Em Rondônia, uma lei estadual permite o transporte intermunicipal de passageiros e cargas por motoristas de taxi.

Comentários
Carregando