Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Tem gente querendo falar. E mais gente ainda querendo ouvir

0

Em que pese o fato de Porto Velho vir registrando temperaturas elevadas, politicamente falando estamos atravessando um inverno sombrio que não dissipa, pelo contrário, anunciam-se mais tormentas nessa área

Necessidade

Tem umas coisas que não dá para entender. A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais(APAE) de Porto Velho está precisando de aproximadamente R$ 45 mil para quitar aluguéis atrasados, pois corre o risco de ser despejada. Atualmente a APAE conta com 94 crianças, adolescentes e adultos excepcionais que necessitam da ajuda da casa, todas de famílias carentes.

Apesar

Das parcerias com o Governo do Estado e a Prefeitura Municipal que fornecem corpo docente, alimentação, gasolina para a van e demais custos diários, APAE Porto Velho, ainda possui outras necessidades como o aluguel e pagamento de funcionários da instituição. APAE precisa saldar a dívida do aluguel que está com um ano e meio de atraso, um valor de R$ 3 mil/mês.

Para tentar resolver

Os colaboradores da APAE estarão nos próximos dias vendendo as cartelas do “Show de Prêmios” que contará com diversas premiações de eletrônicos, eletrodomésticos e de uma moto. A pretensão é vender as dez mil cartelas que serão comercializadas. A intenção desse evento é adquirir um quantitativo financeiro para o pagamento das dívidas atuais da APAE. O “Show de Prêmios”, que está previsto para o dia 05 de novembro, na escola Petrônio Barcelos, localizado na Rua Alexandre Guimarães no bairro Nova Porto Velho.

Cá entre nós

Os serviços prestados pelas APAEs são de fundamental relevância social. Pena que é uma entidade só lembrada e reconhecida por quem precisa de apoio. É importante ajudar a entidade que trabalha com voluntários e transforma a vida de pessoas que não teriam alternativas, não fossem essas ações. Essa quantia, de R$ 45 mil, não chega a ser grande coisa para algumas pessoas, mas certamente fará a diferença na vida daqueles que precisam e utilizam a APAE todos os dias.

Fazendo justiça

Os únicos políticos de Rondônia que sempre ajudaram as APAEs do Estado foram Fátima Cleide e Eduardo Valverde, que disponibilizaram emendas para reformas, ampliações, aquisição de equipamentos e sedes próprias. Lamentavelmente os demais não colaboram. E Valverde faleceu e Fátima não é mais senadora.

Longo inverno

Em que pese o fato de Porto Velho vir registrando temperaturas elevadas, politicamente falando estamos atravessando um inverno sombrio que não dissipa, pelo contrário, anunciam-se mais tormentas nessa área. Com o ressurgimento de Valter Araújo, algumas figuras também começam a sair das sombras. Uma delas é Rômulo da Silva Lopes, afilhado do governador Confúcio Moura que anda mandando recados. E tem gente disposta a recebê-los.

Temporal

Rômulo, que foi preso na Operação Termópilas (2011) anda aborrecido com a forma como vem sendo tratado, desde que foi solto e voltou para Ariquemes. Ele se sente injustiçado porque não teve o mesmo tratamento dado a outros que estiveram na mesma situação. Financeiramente quebrado, ele não tem andado de bom humor. E anda dizendo em Ariquemes que “sabe das coisas” e que “tem como provar”.

Seja lá

Do que ele esteja falando, nos últimos tempos a frase que mais se ouve é exatamente essa, “sei de tudo e tenho provas”. E é tanta gente que vai faltar escrivão, no dia que todos resolverem falar.

Mistério

Um desses personagens que “sabe das coisas” é José Batista, ex-secretário adjunto de Saúde, também preso na Termópilas. Batista tenta resolver sua situação, que não é nada simples, juridicamente falando. E dia desses, para complicar ainda mais seu estado de espírito, digamos assim, sua casa foi invadida por um grupo armado e encapuzado e só levou documentos. O que tinha nesses papéis, só Batista sabe. E o pessoal que levou.

Em Alvorada

O Ministério Público recomendou formalmente ao prefeito Raniery Fabris a eliminação dos casos de nepotismo detectados na prefeitura. O Promotor Victor Ramalho Monfredinho se reuniu com o Prefeito e fixou o prazo de 10 dias para exoneração dos servidores, e informou que, caso não seja cumprida a recomendação será instaurada ação para anulação dos atos de nomeação, sem prejuízo de ação civil de improbidade administrativa por violação ao princípio da moralidade. Os casos de nepotismo detectados foram informados ao Ministério Público pela população por meio da Ouvidoria, no portal eletrônico da instituição, além de informações escritas prestadas pelos vereadores do município.

Em Guajará

O ex-prefeito Atalíbio Pegorini teve suas contas reprovadas por nove votos a dois na Câmara de Vereadores. Votaram a favor da aprovação os vereadores Sérgio Bouez (PSB) e Paulo Nébio (PMDB). Agora o ex-prefeito, além de ter que devolver dinheiro para os cofres públicos, deverá ficar inelegível por até oito anos. Conforme relato do processo, a gestão Atalíbio Pegorini extrapolou limites da Lei de Responsabilidade Fiscal, cometeu graves irregularidades e desacertos contábeis de forma irrazoável que caracterizou em uma total falta de zelo com os recursos municipais e resultou em prática de improbidade administrativa. A Câmara Municipal até que procurou encontrar o ex-prefeito por diversas vezes para que o mesmo apresentasse sua defesa por escrito ou mesmo em plenário e esclarecer as acusações, mas não obteve êxito em suas tentativas.

Ignorância

Tem um sujeito que se identifica como “Amílcar” que costuma comentar a coluna. Ele sempre discorda, o que é seu direito, assim como de qualquer pessoa. O problema é que o sujeito, que deve ser apadrinhado do governo, costuma fazer ataques e ofensas, coisa típica de quem não tem argumentos para contrapor idéias. Realmente, é cada um que aparece.

Fale conosco

Pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no Facebook.com/painel.político e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon.

Perda auditiva entre jovens é cada vez maior por conta dos fones

A deficiência auditiva tem uma forte relação com a idade. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), um terço dos idosos com mais de 65 anos sofre do problema, além de metade daqueles com mais de 75 anos. Mas o que tem recentemente preocupado especialistas é a perda de audição entre os jovens. A poluição sonora, especialmente por equipamentos de som, está entre um dos principais vilões, segundo o otorrinolaringologista Jair de Carvalho e Castro, organizador do “I Encontro dos Amigos da Prótese Auditiva”, realizado quinta-feira na Santa Casa de Misericórdia. Segundo o especialista, estudos realizados pela Academia Brasileira de Otorrinolaringologia, pela Sociedade Brasileira de Otologia e até mesmo pela Santa Casa já mostram a perda auditiva entre adolescentes usuários de fones de ouvido. Alguns estudos internacionais também apontam para a mesma direção. Um artigo publicado no “International Journal of Pediatrics” demonstra uma preocupação sobre os riscos de traumas auditivos em crianças pelo uso de sons amplificados, com uso de MP3 player, videogame etc. Outra pesquisa recente, realizada pelo Departamento de Saúde da Cidade de Nova York, mostrou que uma em cada quatro pessoas entre 18 e 44 anos que costumavam ouvir som alto com fone de ouvido teve problemas de audição.

Comentários
Carregando