Temer diz que começou “a derrota” dos que querem afastá-lo

O presidente Michel Temer disse nesta quinta-feira (3/8) que a vitória na Câmara na quarta-feira de barrar a denúncia contra ele por corrupção passiva, deu início à “derrota” daqueles que querem afastá-lo.

“É curioso que, ao longo do tempo, o que tem acontecido é exatamente a  derrota daqueles que querem ver prosperar essa eventual possibilidade do afastamento do presidente da República”, afirmou, em entrevista à rádio BandNews. O presidente voltou a chamar a denúncia de “inepta” e disse que as acusações são de “natureza política”.

A Câmara dos Deputados rejeitou, na quarta-feira, por 263 votos contra 227, a denúncia da PGR contra o presidente. Os governistas precisavam de apenas 172 votos para barrar o prosseguimento da acusação. Em entrevista coletiva depois do encerramento da sessão, Temer disse que não era “uma vitória pessoal”, mas sim “do Estado democrático”.

Na entrevista desta quinta, o peemedebista chamou a denúncia de “kafkiana” e disse que não há “provas sólidas”. “Quem ouve o áudio não verifica nenhum compromisso meu que permitiu esse processo que ninguém sabe bem o por quê (dele) e nem porque prosseguiu”, afirmou.

Fonte: metropoles.com

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta