Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Temporal derruba árvore sobre carros e destrói muro do Denarc em Porto Velho

0

Uma árvore foi derrubada sobre um carro, na tarde desta quarta-feira (16), durante um temporal em Porto Velho. Na ocasião, um muro de 100 metros de comprimento por 4 metros de altura foi derrubado pela chuva. A construção pertencia ao Departamento de Narcóticos da Polícia Civil (Denarc), na Rua Herbert de Azevedo.

Como a área é considerada perigosa, devido aos constantes roubos e furtos, a Polícia Civil manterá vigilância constante no local onde o muro caiu. Nesta quinta-feira (17), a polícia isolará o local com tapumes, até que o muro seja reconstruído.

O Corpo de Bombeiros informou que recebeu sete chamados relacionados ao forte vento. Os maiores prejuízos foram na zona Oeste da cidade, onde duas árvores caíram, uma delas, um jambeiro, em cima de dois carros que estavam estacionados.

Ninguém ficou ferido. O trânsito ficou interrompido a tarde inteira até que os bombeiros retirassem a árvore.

Alguns fios da rede elétrica foram danificados e faltou energia, deixando alguns cruzamentos sem sinalização. Houve congestionamento em algumas áreas da Avenida Jorge Teixeira das vias que cruzam ela.

Muro de 100 metros de comprimento e 4 de altura desabou durante a chuva desta quarta-feira (Foto: Toni Francis/G1)

“Esse muro não tinha estrutura para ser tão alto, por isso caiu. Agora o Estado vai construir um bem mais alto, com 4,16 metros de altura, mas com uma base sólida, com colunas de mais de 1,5 m de profundidade”, explicou o diretor do Denarc, delegado Ironicir Manfrói.

Uma casa que fica localizada do outro lado da rua, a poucos metros do muro que caiu, também teve o telhado destruído.

“Estávamos dentro de casa quando, de repente, as telhas começaram a voar”, disse a dona de casa Tatiana Trindade, acrescentando que o telhado estava sendo reformado. “Foi um baita prejuízo”, lamentou.

Segundo o aposentado Silvio Gaspar, que também mora na região, a ventania foi tão forte que o segundo piso da casa dele estremeceu. “Achei que ia desabar”, comentou.

O telhado de uma residência também foi destruído pelas rajadas de vento (Foto: Toni Francis/G1)

Fonte: g1/ro (Foto de capa: Rede Amazônica/Reprodução)

Comentários
Carregando