Tigre fecha fábrica na Bahia e demite 261

Fábrica vai fechar as portas em fevereiro de 2017

A empresa de tubos e conexões Tigre anunciou, em comunicado à imprensa, que a partir desta segunda-feira, 28, encerra as atividades de operação na unidade de Camaçari/BA. A fábrica, que é responsável pela produção de tubos de PVC, tem a conclusão das atividades previstas para fevereiro de 2017, resultando na extinção de 261 vagas.

Segundo a empresa, “Esta decisão foi tomada após extensa análise de alternativas para garantir a competitividade das operações da companhia no País, e assegurar a produtividade fabril com o melhor aproveitamento da capacidade das demais unidades existentes no Brasil”.

A Tigre também ressalta que vem tomando medidas para diminuir os impactos das demissões dos 261 funcionários da unidade, como: “Criação de um Núcleo de Apoio, com foco no auxílio aos funcionários em seu retorno ao mercado de trabalho, capacitação e qualificação profissional; Priorização dos profissionais de Camaçari em vagas de trabalho abertas em outras unidades da Tigre; Parceria com instituições de apoio técnico e financeiro para empreendedores”.

Quanto aos clientes, a empresa informou que serão atendidos por outras unidades da mesma.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário