TJ/RJ autoriza pagamentos de auxílio-educação e auxílio-locomoção a magistrados

Presidente do Tribunal autorizou despesa de mais de R$ 50 milhões.

O presidente do TJ/RJ, desembargador Luiz Fernando Ribeiro, autorizou pagamentos de auxílio-educação e auxílio-locomoção a juízes, desembargadores e demais servidores. As decisões foram publicadas nesta quarta-feira, 25.

O magistrado autorizou a despesa, no primeiro semestre de 2017, da quantia estimada em R$ 33 milhões para o auxílio-educação e de R$ 26,5 milhões para auxílio-locomoção.

Conforme a folha de janeiro de 2017, o auxílio-educação — concedido a quem tem até três filhos com idade entre 8 e 24 anos — será pago a 225 magistrados e 3.172 servidores.

Os benefícios são custeados pelo Fundo Especial do TJ, cujo dinheiro é proveniente de taxas judiciárias. Os valores são considerados indenizações, por isso, não são incorporados aos salários.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Deixe uma resposta