Trancafiada pelo pai, mulher autista comia terra e fezes; vídeo mostra cárcere em MG

Segundo a mídia local, José jogava pelo muro ou entregava comida em potes de sorvete sem dar utensílios para a filha comer

A Polícia Civil de Minas Gerais divulgou imagens do lote no qual um pai mantinha uma filha autista trancada em condições insalubres há mais de um ano, em Belo Horizonte, Minas Gerais. José Tomé da Cruz, de 61 anos, foi preso em flagrante por sequestro e cárcere privado da parente de 39 anos. Segundo os investigadores, a vítima foi privada do convívio social por ter a deficiência mental. A companheira de José, Vera Lúcia da Cruz, de 47 anos, também foi detida como cúmplice.


Por meio de denúncias anônimas, vizinhos alertaram a polícia sobre a clausura da mulher no bairro Goiânia. O local do cárcere guardava veículos, cachorros e dispunha de um pequeno quarto, com pia, vaso sanitário e cama em más condições de conservação. A filha ficava sozinha no terreno pelo dia e era trancada no cômodo pela noite.

“Percebemos que um homem ia ao local e dava comida para ela e a deixava sozinha. No período noturno, a vítima era trancada em um quarto que havia no local, e na manhã seguinte voltava a ficar solta”, explicou o delegado Rodolfo Rabelo Alves.

Segundo a mídia local, José jogava pelo muro ou entregava comida em potes de sorvete sem dar utensílios para a filha comer. Ela também se alimentava de terra e das próprias fezes, de acordo com o delegado. Ciente do cárcere, Vera concordava com o marido sobre o tratamento da filha dele.

“Para o pai, essa era uma situação normal. Ele estava cuidando dela dessa forma porque ela dava muito trabalho, sujava a casa. E como ele não tinha condições para pagar alguém fixo para tomar conta dela, ele achou mais seguro trancar sua filha no lote com os cachorros”, frisou Alves.

Com o casal preso em flagrante, a vítima foi encaminhado ao Centro de Referência em Saúde Mental (Cersam) Nordeste, na sexta-feira.

Polícia Civil mostra cárcere
Polícia Civil mostra cárcere Foto: Reprodução/PCMG
Filha autista ficava trancada

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário