fbpx
Três ônibus de turismo que iam a SP para compras são assaltados na BR-376; três feridos

Dentro dos ônibus estavam cerca de 150 comerciantes que iriam fazer compras em São Paulo

Uma caravana com três ônibus de turismo, que seguia de Porto Alegre para São Paulo, sofreu um assalto na região de Tijucas do Sul, no começo da noite dessa quarta-feira (30). A ação criminosa aconteceu no quilometro 640 da BR-376, que precisou ser bloqueada. O assalto deixou pelo menos três pessoas feridas, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

De acordo com a PRF, o crime aconteceu por volta das 19h, no km 640. A rodovia é a principal ligação entre o litoral de Santa Catarina e a capital paranaense. A pista no sentido Curitiba ficou bloqueada por cerca de duas horas e meia e o congestionamento chegou a 15 quilômetros.

Tudo teve início depois que os criminosos simularam uma pane elétrica em um veículo, que era para ser levado para Santa Catarina. Mas no retorno de Tijucas do Sul, os bandidos renderam o motorista do guincho, deixando o veículo no meio da pista. Assim que os ônibus se aproximaram do trecho foram recebidos a tiros de fuzis.

O motorista acabou baleado no braço por dois tiros e foi socorrido pela Concessionária da Rodovia a um hospital. Outro vigilante de uma escolta armada que fazia a segurança dos passageiros ficou ferido de raspão e um dos passageiros levou uma coronhada..

Dentro dos ônibus estavam cerca de 150 comerciantes que iriam fazer compras em São Paulo. Dos passageiros os bandidos levaram pertences pessoais, celulares e dinheiro. Para a equipe da Polícia Rodoviária Federal que atendeu a situação, as vítimas relataram valores altos perdidos.

Participaram do roubo entre seis e oito homens fortemente armados de fuzis, a princípio de calibre 556, em dois carros prata, uma Hilux e um Jetta. Os assaltantes conseguiram fugir e até o final da noite não haviam sido encontrados.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta