Tribunal indiano nega pedido de aborto a menina de 10 anos que foi estuprada

O Tribunal Supremo de Justiça da Índia rejeitou nesta sexta-feira, 28, o pedido de aborto de uma menina de 10 anos que foi estuprada pelo tio. Ela havia solicitado permissão para realizar o procedimento fora do prazo legal, mas os médicos consideraram que a intervenção ameaçava sua vida.

Os advogados da menor, grávida de 26 semanas, afirmaram que a família aceitou a decisão. “A decisão do tribunal se baseou na opinião de uma comissão de médicos qualificados”, disse Alakh Alok Srivatav, advogado da família da vítima.

Os juízes afirmaram que não podem autorizar o aborto porque o relatório médico ressaltou que não era bom “nem para a mãe e nem para o feto”.

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário