Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

TSE suspende vídeo do PT sobre ‘fantasmas do passado’

0

A ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Laurita Vaz determinou de forma liminar (decisão provisória) a suspensão do vídeo “Fantasmas do passado”, veiculado em cadeia nacional de rádio e TV pelo PT na última semana, e que aborda a temática das conquistas sociais dos últimos anos.

A decisão foi tomada na sexta-feira (16) e publicada nesta segunda (19). A determinação foi motivada por representação apresentada pelo PSDB. Em nota, o PT informou ter apresentado a defesa junto ao TSE e que irá aguardar a decisão final do tribunal para se manifestar sobre o assunto.

A propaganda exibida na semana passada diz que o “Brasil não quer voltar atrás” e não pode deixar que “fantasmas do passado voltem”.

A peça mostra imagens de pessoas empregadas, que estudam e têm acesso a remédios, mas que se veem em situações piores, que remetem ao passado, quando, sugere o vídeo, estavam à procura de emprego, lavando carros em semáforos e sem acesso a medicamentos.

“Mesmo que o teor da peça não imponha, como pretende o representante [PSDB], a conclusão de tratar-se de ‘propaganda eleitoral antecipada’ , sinaliza, ainda que de forma dissimulada, para a continuidade do atual Governo, com associação de imagens e ideias negativas ao passado”, argumentou a ministra.

Laurita Vaz já havia determinado a suspensão de outra propaganda do PT, veiculada em 6 de maio e que tinha como protagonista a presidente Dilma Rousseff, também sob os argumentos de que o vídeo sinalizava para a continuidade da petista.

Assinada pela equipe do marqueteiro João Santana, a propaganda não mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a presidente Dilma Rousseff, o presidente do partido, Rui Falcão, ou qualquer outro político. Somente atores surgem na tela em cenas fictícias e nenhum fala ao telespectador. Também não há pedido de voto nem elogios a políticos ou críticas a adversários.

Quem assiste sabe que se trata de uma propaganda do PT no final, quando a logomarca do partido aparece sob a frase: “Não podemos voltar atrás”.

Comentários
Carregando