Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Tudo que já se sabe sobre o pior ataque a tiros dos Estados Unidos

0

A polícia americana informou que as investigações sobre o ataque na boate Pulse, em Orlando, que vitimou 50 pessoas e deixou 53 feridos está em pleno andamento.

Entre dúvidas e esclarecimentos, autoridades já divulgaram informações sobre o ocorrido, segundo o G1.

Confira:

– O atirador, Omar Mateen, matou 50 pessoas e deixou 53 feridas na boate. Mateen é cidadão americano e filho de pais afegãos. Nasceu em Nova York e vivia a 200 km de Orlando, na cidade de Port Saint Lucie.

A ex-mulher de Mateen informou ao “Washington Post” que ele era violento, mentalmente instável e batia nela constantemente enquanto eles eram casados. //

“Ele não era uma pessoa estável. Ele me batia. Ele voltava para casa e começar a me bater porque a roupa não estava lavada ou algo assim”, disse a ex-mulher, que preferiu o anonimato.

Segundo informações do “Washington Post”, a mulher também contou que nos poucos meses que estavam casados, ele não deu sinais de ter caído sob a influência do Islã radical.

“Ele parecia um ser humano normal”, disse ela ao jornal.//

– As armas usadas no crime foram um rifle AR calibre .223 e uma pistola 9mm semiautomática.

– A polícia foi acionada por volta das 2h da manhã, horário local, e resolveu resgatar as vítimas feitas reféns por volta das 5h.

– Houve troca de tiros entre atirador e polícia. O atirador foi morto por agentes, que libertaram os reféns.

– A Pulse faz parte de uma rede comunitária dinâmica na Flórida que pretende “despertar as consciências” sobre a homossexualidade nos Estados Unidos e no mundo.

– O atirador ligou para o 911 pouco antes do ataque dizendo ser leal ao Estado Islâmico. //

Segundo o jornal francês Le Figaro, o atirador teria telefonado alguns momentos antes para o 911 anuncioando que ele era o chefe do EI. A polícia local abriu uma investigação por atos de terrorismo e o FBI informou Mateen seria “simpático” ao grupo.//

– O FBI investiga o ataque por possível ligação com territoristas, mas nada foi confirmado.

– Mateen havia comprado duas armas na última semana.

Nomes das vítimas já foram divulgados.//

Kimberly Morris, 37 anos

Eddie Jamoldroy Justice, 30 anos

Darryl Roman Burt II, 29 anos

Deonka Deidra Drayton, 32 anos

Alejandro Barrios Martinez, 21 anos

Anthony Luis Laureanodisla, 25 anos

Jean Carlos Mendez Perez, 35 anos

Franky Jimmy Dejesus Velazquez, 50 anos

Amanda Alvear, 25 anos

Martin Benitez Torres, 33 anos

Luis Daniel Wilson-Leon, 37 anos

Mercedez Marisol Flores, 26 anos

Xavier Emmanuel Serrano Rosado, 35 anos

Gilberto Ramon Silva Menendez, 25 anos

Amanda Alvear, de 25 anos

Martin Benitez Torres, de 33 anos

Luis Daniel Wilson-Leon, de 37 anos

Mercedez Marisol Flores, de 26 anos

Xavier Emmanuel Serrano Rosado, de 35 anos

Gilberto Ramon Silva Menendez, de 25 anos//

– O Itamaraty afirmou que ainda não há registro de brasileiros entre as vítimas do ataque em Orlando

– Motivações do atirador ainda são desconhecidas.

– Investigadores procuram saber se Omar Mateen teria se radicalizado mesmo sem ter algum laço direto com o EI.

– Testemunhas disseram que tiros duraram cerca de um minuto, embora parecessem mais.

– O Papa, a Casa Branca, Donald Trump, Hillary Clinton, Dilma Rousseff, Michel Temer, políticos do mundo inteiro, celebridades e esportistas lamentaram o ataque.

– Antes deste, o pior ataque registrado havia ocorrido em 2007, quando um estudante matou 32 pessoas e se suicidou no campus da Universidade de Virginia Tech.

Comentários
Carregando