Universitária é encontrada desmaiada com corpo coberto de óleo diesel após trote, em SP

A vítima, uma universitária de 18 anos, conta que sofreu diversas escoriações pelo corpo, além de ter o corpo coberto de óleo diesel.

A polícia investiga uma denúncia de agressão ocorrida durante um trote em uma faculdade em Sorocaba (SP), na noite de segunda-feira (6). Uma estudante foi encontrada alcoolizada e desacordada em frente ao campus.

A vítima, uma universitária de 18 anos, conta que sofreu diversas escoriações pelo corpo, além de ter o corpo coberto de óleo diesel.

Ainda segundo a jovem, ela foi abordada na cantina da faculdade por estudantes da Faculdade de Engenharia de Sorocaba (Facens).

“Um amigo nosso falou que não ia ser nada demais, que eles só iam pintar a gente, ia ser bem tranquilo. Aí a gente chegou, guardou as mochilas no carro de um menino depois eles vieram com a bebida, com a tinta e começaram a pintar a gente”, conta a jovem, que preferiu não se identificar.

“Eles já queriam que bebessem o que eles queriam, o quanto eles queriam. Aí apareceu uma outra turma e um dos meninos dessa turma começou a jogar óleo diesel nos calouros”, afirma.

Além da violência, a universitária se recorda que sofreu assédio de um dos alunos do quarto ano do curso de engenharia de alimentos.

“Eu lembro de uma parte dele tentando me beijar, ele falando: ‘Você é caloura, você tem que fazer o que a gente fala’. Aí eu virei e falei: ‘Antes de ser caloura eu sou mulher, então, me respeita. Foi um dos motivos que a minha amiga começou a procurar nossas coisas. Além deles estarem começando a obrigar as coisas, não estar sendo optativo, foi o auge pra eu sair”, relembra a vítima.

Neste momento, a estudante conta que decidiu ir embora com algumas amigas, mas que não lembra o que aconteceu depois.

Um aluno que passava pela universidade disse que encontrou a universitária desmaiada no chão. Ela foi socorrida pelo Samu e encaminhada para uma unidade de pronto atendimento.

Segundo informações do G1, em Sorocaba, uma lei municipal proíbe o trote, com multa que varia entre R$ 1 mil e R$ 20 mil.

Confira a nota na íntegra da faculdade:

“A Facens lamenta profundamente o trote praticado, fora do campus da Faculdade, contra duas calouras na última segunda-feira, 6 de fevereiro. A Facens reitera que comunicou por meio de avisos e carro de som, antes e nos primeiros dias de aula, que o trote é ilegal, proibido por lei e com punições conforme regimento interno.

A Facens está empenhada na apuração dos fatos. A Facens incentiva o trote solidário que, neste ano, sugere a calouros e veteranos ações que envolvem doações de alimentos não perecíveis (macarrão, arroz, feijão e óleo de cozinha), de itens de higiene (papel higiênico, pasta de dente, escova de dente, sabonete e esponja), de lixo eletrônico (cabos de computadores e celulares e outros aparelhos eletrônicos), de livros paradidáticos infantis, além da limpeza de um parque ou de uma praça e da participação no campeonato Intercalouros”.

Fonte: noticiasaominuto

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta